Oito partidos já indicaram 11 deputados para integrar comissão especial do impeachment

Oito partidos já formalizaram suas indicações para compor a comissão especial que vai analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. No total, 11 dos 65 deputados que integrarão o colegiado foram indicados até o momento. Os partidos têm até as 18h para confirmar seus representantes.

Embora a Secretaria Geral da Mesa não informe os nomes oficializados, o Solidariedade já indicou dois representantes. Na semana passada, o partido informou que indicaria o presidente da sigla, deputado Paulo Pereira da Silva (SP), e o líder da bancada Arthur Maia (BA).

Segundo as assessorias das bancadas, o PRB ficou com Vinícius Carvalho (SP) e Jhonatan de Jesus (RR). O PV será representado por seu líder Sarney Filho (MA), o PDT terá Afonso Motta (RS) e Dagoberto (MS).

Os partidos que têm apenas um deputado já registraram suas indicações: Luís Tibé (PtdoB-MG), Antônio Jacome (PMN-RN) e Ulderico Júnior (PTC-BA). O PEN, que tem dois parlamentares na bancada e só uma vaga no colegiado, não informou ainda se indicou Júnior Marreca ou André Fufuca, ambos do Maranhão.

Está prevista uma reunião do colégio de líderes às 16h com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Eles vão discutir os critérios da eleição para presidente e relator da comissão, que será instalada amanhã, 8.

Ainda hoje, às 18h, será aberta a sessão plenária que vai votar a criação da comissão especial. (Daiene Cardoso – daiene.cardoso@estadao.com e Daniel Carvalho – daniel.carvalho@estadao.com)

Deixar um comentário