Nova Cruz/RN -

Declaração anual do Microempreendedor termina em 31 de maio

 

 

O Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil (NAF) da faculdade Estácio promove um mutirão para preenchimento da Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (DASN – SIMEI), que deve ser entregue até dia 31 de maio. A declaração é uma das obrigações e responsabilidades que o MEI deve apresentar anualmente à Receita Federal e diz respeito ao faturamento bruto do exercício do ano anterior, ou seja, do ano de 2017.

O serviço gratuito acontece de segunda a quarta, nas duas últimas semanas de maio, tendo iniciado no dia 21 de maio, sempre no horário das 15h às 18h. A equipe de alunos e professores está a postos para o atendimento no segundo piso do Shopping 10, localizado no Alecrim.

De acordo com Lyana Gurgel, professora de Contabilidade da Estácio Alexandrino e coordenadora do NAF, o documento serve para informar à Receita Federal que o microempreendedor segue operando e enquadrado como MEI. Nesta declaração não é pago ou restituído imposto, isto porque o MEI já tem a obrigação de pagar mensalmente o DAS (R$ 48,70 comércio e R$ 52,70 serviço), independentemente do faturamento.

“Muitos microempreendedores individuais não sabem que precisam fazer a Declaração Anual. Acham que é só abrir o CNPJ de MEI e pronto. Só sabem que estão irregulares quando descobrem o “nome sujo” no mercado, e não conseguem fazer um empréstimo ou abrir uma empresa”, relata a profissional. Além disso, há casos em que a pessoa abre o CNPJ e não recolhe o valor mensal do imposto, ficando em dívida com a Receita.

O teto de faturamento, até dezembro, era de R$ 60 mil. O valor foi ajustado para R$ 81 mil em janeiro. O novo limite, no entanto, só vale para a declaração que será enviada no ano que vem (2019). Quem tiver declarações atrasadas deve, primeiro, enviar as DASN antigas, em ordem cronológica, até habilitar o envio da declaração referente a 2017. Quem extinguiu o MEI em 2017 também precisa declarar.

Partidos políticos devem fazer convenções de 20 de julho a 5 de agosto

Por Helena Martins – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Depois, segundo o calendário eleitoral de 2018, eles têm até as 19h do dia 15 de agosto para apresentar ao TSE o requerimento de registro de candidatos a todos os cargos pleiteados. No dia 16 de agosto, ficará permitida a propaganda eleitoral.

Até lá, a partir do momento em que houver a deliberação da chapa na convenção e o registro dela, fica permitida a formalização de contratos que gerem despesas e gastos com a instalação física e virtual de comitês. O pagamento efetivo, contudo, só poderá ocorrer após a obtenção de registro de CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para a movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais.

eleições votação

eleições votação – Arquivo Agência Brasil

Pré-campanha

Antes da oficialização, há a possibilidade de efetivação da chamada pré-campanha. Essa etapa passou a ser legalizada pela minirreforma eleitoral de 2015, que reduziu o tempo oficial de campanha de 90 para 45 dias. A minirreforma introduziu, na Lei Geral das Eleições (Lei 9.504/97) a figura do pré-candidato, ao qual é permitido expor posições políticas e a menção à pretensa candidatura, mas não pedir votos.

O secretário judiciário do TSE, Fernando Maciel de Alencastro, explica que “está contemplada a divulgação de posicionamento pessoal sobre questões políticas, inclusive nas redes sociais”. A pré-campanha começou a valer nas eleições municipais em 2016, mas está mais difundida nesta, inclusive pela possibilidade de pré-candidatos arrecadarem recursos por meio de sites cadastrados pelo TSE.

A orientação geral para o período é de que nesta fase devem ser evitados gastos de campanhas. “Não se vê, nesse período da pré-campanha, previsão de prestação de contas. Se presume que não haverá gastos substanciais pelo menos”, explica Alencastro.

Limite de gastos

O dia 20 de julho é também o último dia para a Justiça Eleitoral divulgar os limites de gastos para cada cargo eletivo em disputa. Antes, no 31 de maio, o TSE divulgará, na internet, o quantitativo de eleitores por município, dado essencial para o cálculo do limite de gastos e do número de contratações diretas ou terceirizadas de pessoal para prestação de serviços referentes às atividades de militância e mobilização de rua nas campanhas eleitorais. Já no dia18 de junho será divulgado o montante de recursos disponíveis no Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC).

CCJ aprova antecipação de royalties para utilização na previdência estadual

Das 31 matérias analisadas e votadas na reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) duas delas foram bastante discutidas pelos deputados; a que autoriza o Poder Executivo a ceder, as instituições financeiras públicas, créditos decorrentes de royalties e participações especiais, relacionadas à exploração do petróleo e gás natural e a que reajusta os vencimentos básicos dos cargos públicos de provimento efetivo de Professor e de Especialista de Educação.

“Antes da discussão da matéria relativa aos recursos dos royalties tivermos uma explanação do secretário de Planejamento do Estado, Gustavo Nogueira, que tirou dúvidas sobre a utilização desses recursos. Já a matéria de interesses dos professores concede reajuste de 6,81% num justo reconhecimento ao trabalho dos educadores”, destacou o presidente da CCJ, deputado Dison Lisboa (PSD).

Em sua explanação, o secretário Gustavo Nogueira fez um balanço da situação financeira do Estado, ressaltando que é preciso continuar buscando receitas não recorrentes. Segundo o secretário, 62% da receita líquida do Estado são destinados ao pagamento de pessoal, representando o maior percentual em todo o País.

“A antecipação dos recursos é permitida por Lei para o sistema previdenciário do Estado ou para pagamento de dívidas com a União”. Como nosso problema maior é com a previdência, esses recursos serão destinados para o IPERN ‘, afirmou o secretário.

De acordo ainda com o secretário, o Estado destina, mensalmente, R$ 110 milhões do tesouro para pagar os inativos. De acordo com a Lei aprovada na CCJ, à antecipação será de 60% dos royalties, o que representa um mês do déficit da previdência.

Participaram da reunião os deputados Dison Lisboa, Márcia Maia (PSDB), José Adécio (DEM), Larissa Rosado (PSDB), Nélter Queiroz (MDB), George Soares (PR) e Albert Dickson (PROS), integrantes da Comissão e mais o deputado Mineiro Lula (PT) que logo em seguida comentou em plenário a aprovação da matéria relativa ao reajuste dos professores.

Entre as matérias da pauta também foi aprovada a matéria que dispõe sobre a Lei Orgânica e o Plano de Cargos Carreiras e Remuneração do Quadro de Pessoal da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Estado (FUNDASE-RN).

Petrobras reduzirá preços de diesel e gasolina nas refinarias a partir desta quarta-feira

A Petrobras reduzirá os preços de diesel e gasolina nas refinarias a partir de quarta-feira, comunicou a estatal nesta terça-feira, em meio a discussões dentro do governo sobre a alta dos preços dos combustíveis e protestos de caminhoneiros.

Segundo a petroleira, o diesel será reduzido em 1,54 por cento, para 2,3351 reais por litro, no primeiro corte desde 12 de maio. Já a gasolina diminuirá em 2,08 por cento, para 2,0433 reais por litro, a primeira redução desde 3 de maio.

O anúncio ocorre após caminhoneiros realizarem na segunda-feira protestos em 19 Estados contra a alta dos combustíveis. Nesta terça-feira, caminhoneiros voltar a bloquear rodovias e o porto de Santos.

Em julho do ano passado, a Petrobras adotou uma nova política de preços que prevê alterações quase que diárias nas cotações dos combustíveis, em linha com o mercado internacional.

UOL, com Reuters

Ex-presidentes custam R$ 4,2 milhões por ano ao País

Foto: Montagem

Na última semana, uma decisão do juiz Haroldo Nader, da 6ª Vara Federal de Campinas, gerou polêmica. Ele retirou os benefícios dados ao ex-presidente Lula. Tais privilégios incluem até oito funcionários, sendo dois motoristas, dois assessores e seguranças, além de dois veículos oficiais. Fora isto, todos os ex-chefes de Estado brasileiros ainda contam com auxílios para o combustível e passagens e diárias dos assessores, além de um cartão corporativo.

O Brasil tem cinco ex-presidentes desde a redemocratização que usufruem destas benesses: José Sarney, Fernando Collor de Melo, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Vana Rousseff.

A conta dessas regalias chega ao bolso de todos. São precisamente R$ 4,24 milhões debitados todos os anos. Desde 1999, quando se inicia o levantamento de dados, já foram quase R$ 36 milhões.

Os ex-presidentes que se elegeram a novos cargos políticos (Sarney e Collor) puderam continuar recebendo os recursos, tanto o salário pelo cargo que exerciam, quanto o referente ao auxílio para ex-presidentes.

A origem dos benefícios vem da Lei 7.474/1986, que trata das “medidas de segurança” aos chefes do Executivo brasileiro. Ela foi alterada e ampliada duas vezes em1994 e reestruturada por meio do Decreto nº 6.381, em fevereiro de 2008, pelo então presidente Lula.

Nos Estados Unidos, os antigos presidentes, que não tenham sido depostos, têm direitos semelhantes. Desde 1958, existe a “Former Presidencts Act” (a lei para ex-presidentes), que provê a estas pessoas uma pensão vitalícia, segurança fornecida pelo serviço secreto, pagamento de pessoal e de escritório, além de imunidade diplomática. No ano passado, somente com a pensão, cada um dos cinco ex-mandatários vivos recebeu US$ 207.800 por ano, que, convertido na cotação atual, equivalem a R$ 768.860, gerando um gasto anual de R$ 3.844.300 somente com este benefício.

Outro fato interessante no caso norte americano é o de as esposas de ex-presidentes, também terem direito a uma pensão vitalícia, no valor de 20 mil dólares anuais, equivalentes as R$ 74 mil.

Coluna do Fraga, R7

 

Municípios têm até sexta-feira para comunicar situação de seca ao Governo Federal

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil alerta prefeituras de 153 cidades do Rio Grande do Norte inseridas no decreto estadual de situação de emergência (nº 27.764 de 16 de março de 2018), para que preencham o Formulário de Informação do Desastre (FIDE), ferramenta de comunicação oficial do Ministério da Integração Nacional para informação da situação de emergência pela seca. O prazo encerra na próxima sexta-feira (25).

O preenchimento do FIDE é de fundamental importância para a continuidade de ações emergenciais de combate aos efeitos da seca. Caso a prefeitura não informe sua situação através do formulário, o Ministério da Integração poderá não disponibilizar recursos para tomada de medidas importantes no município, como a Operação Vertente, do Governo do Estado, que abastece as populações da zona urbana através de caminhões-pipa; e a Operação Carro Pipa, do Exército Brasileiro, que abastece a população que vive na zona rural.

Mesmo com as chuvas que caíram nos últimos meses, é necessário que os municípios preencham o FIDE, uma vez que os dados inseridos no formulário devem ser referentes ao período entre setembro de 2017 a fevereiro de 2018, quando houve pouca chuva e as cidades ainda sofriam com a escassez hídrica. Os agentes da Defesa Civil Estadual estão à disposição dos municípios para orientação. O contato é possível através do telefone (84) 3232 5155 ou (84) 98117-4849 (whatsapp); por e-mail, através do cedec.rn@gmail.com; ou de forma presencial, na sede da Defesa Civil, que fica no prédio da Governadoria, Centro Administrativo do Estado.

Municípios com pendência no FIDE*

Assu, Água Nova, Almino Afonso, Angicos, Areia Branca, Boa Saúde, Bom Jesus, Caiçara do Norte, Caiçara do Rio do Vento, Encanto, Espírito Santo, Fernando Pedroza, Frutuoso Gomes, Guamaré, Jandaíra, Janduís, Lagoa Salgada, Lajes, Lajes Pintadas, Macaíba, Martins, Olho-D’água dos Borges, Parelhas, Passa-e-Fica, Passagem, Pedra Preta, Pedro Velho, Pendências, Pilões, Poço Branco, Portalegre, Pureza, Rafael Fernandes, Riacho de Santana, Riachuelo, Rodolfo Fernandes, Santa Maria, Santo Antônio, São Bento do Norte, São Bento do Trairi, São João do Sabugi, São José do Mipibu, São Paulo do Potengi, São Vicente, Senador Elói de Souza, Serra Caiada, Serra de São Bento, Serra do Mel, Tangará, Tenente Ananias, Timbaúba dos Batistas, Touros, Upanema, Várzea, Vera Cruz, Venha-Ver e Viçosa.

RN:Quadrilhas especializadas em roubar carro de luxo vêm atuando na capital potiguar

Desde que foi roubado há cerca de três meses, no município de Monte Alegre, na Grande Natal, o carro particular do governador Robinson Faria (Toyota Hilux SW4 preta) ainda não foi recuperada e, provavelmente, não será mais vista no Rio Grande do Norte.

De acordo com a titular da Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), Jamille Alvarenga, por se tratar de um carro de luxo, as quadrilhas com expertise em roubar esse segmento, geralmente clonam e vendem o veículo em outros Estados, por um preço de até 80% abaixo do valor de mercado. “Já temos conhecimento que há um grupo agindo aqui no Rio Grande do Norte com foco em carro de luxo. Por ser justamente um carro mais fácil de ser localizado, eles levam para fora, seja com finalidade de venda ou para cometer assaltos, roubos e até sequestros. Já estamos investigando”, observou a delegada.

No dia 30 de abril passado, bandidos tomaram de assalto o carro (Toyota Hilux SW4 prata) do deputado federal Beto Rosado, na avenida Nascimento de Castro, em Lagoa Nova. Contudo, há duas semanas, o carro foi recuperado pelos investigadores da Deprov. Segundo a delegada, as placas já haviam sido adulteradas e, por motivo ainda desconhecido, se encontrava no estacionamento da rodoviária de Natal, no bairro Cidade da Esperança, zona Oeste de Natal.

Uma das pistas que levaram os agentes a investigar a existência da quadrilha foi justamente o depoimento de uma vítima. Após tomar o carro dela de assalto em Natal, o bandido teria questionado: “Você tem seguro? Porque seu carro vai para fora e já tem dono esperando”. Jamille Alvarenga acredita que as quadrilhas são compostas por integrantes oriundos de outros estados, que conhecem bem a logística empregada no crime.

RANKING

De acordo com as estatísticas da DEPROV, do início deste ano até o último dia 18, os dez carros de luxo mais roubados/furtados no Rio Grande do Norte foram os seguintes: Toyota Hilux, Toyota Corolla, Mitsubishi L200, Fiat Toro, Ford Ecosport, Chevrolet S10, Volkswagen Amarok, Ford Ranger, Honda City e Honda Civic. A marca mais visada pelos ladrões em Natal foi a Toyota, com 61 unidades da Hillux subtraídas e 47 recuperadas; e 37 unidades do Corolla levados e 33 recuperados.

De acordo com dados da Secretaria de Segurança de Segurança Pública (SESED), em 2017, o Rio Grande do Norte registrou 8.326 roubos de carros e motocicletas – equivalente a um roubo de veículo por hora. Também no ano passado, o índice de recuperação de veículos roubados ficou entre 65% e 70%.

AgoraRN

Aumento da gasolina entra na pauta da Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, anunciou em seu Twitter que, devido ao aumento dos combustíveis, irá convocar na Casa uma Comissão Geral para debater medidas que “atendam aos apelos da população”:

“No curto prazo, o governo federal deve avaliar a possibilidade de zerar a Cide e diminuir o PIS-Cofins. Os Estados podem avaliar o mesmo para o ICMS. São ideias de políticas compensatórias para enfrentar o momento atual. E estão distantes do congelamento de preços que vimos no passado”.

NOVA CRUZ:Vice Prefeito Flávio de Berói realiza festa das mães no Planalto distribui mais de 500 brindes

O Vice-prefeito Flávio de Beroi realizou na manhã deste sábado no bairro do Planalto, uma grande festa para comemorar o dia das mães, foram entregues mais de 500 brindes e oferecidos lanches a todas as pessoas e cortes de cabelo, maquiagem, manicure e pedicuro, além de entrega de vários brides para as mães que se fizeram presentes entrem eles, tanguinho de lavar roupa, fogão, ventiladores, liquidificadores, assadeiras, perfumes, utensílios domésticos conjunto de copo entre outros.

O evento festivo dedicado às mães contou com a animação do cantor Ronaldo Gredyson e banda, e com a presença de mais de mil mães do bairro do Planalto, tivemos ainda a presença do vice-prefeito Flávio de Beroi, idealizador da festa, acompanhado dos vereadores Antônio Gomes, o ex-prefeito e atual vereador Flávio Azevedo e toda a equipe organizadora do evento FB.

Ex-prefeito e atual vereador Flávio Azevedo também marcou presença na festa

Ivana ganhadora do Liquidificador recebendo das mão do vice-prefeito Flávio de Beroi

Ex-vereador Antônio Gomes também marcou presença no evento

Ganhadora do Tanquinho de lavar roupa recendo das mãos de Flávio de Beroi

A dona de casa Maria Josefa, disse que sempre quem estar fazendo e lembrando o povo e realizando essas festas nos bairros de Nova Cruz, é Flávio de Beroi, outros quando aparecem é em quatro e quatro anos, só para pedir o voto da gente, e o vice-prefeito Flávio de Beroi, não ele estar sempre realizando e comemorando as datas festivas aqui no nosso bairro com a gente, finalizou.

Os mais de 500 brindes e oferecidos as mães do bairro do planalto

Cortes de cabelo, maquiagem, manicure e pedicuro,

Maquiagem, manicure e pedicuro

Fonte:Blog Xuá do Agreste

STF anula decisão do TCU que limitava pensão a filhas solteiras

STF - Supremo Tribunal Federal (Valter Campanato/Agência Brasil)

Do Estadão Conteúdo:

Uma liminar do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, esvaziou a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que havia limitado as hipóteses em que filhas solteiras maiores de 21 poderiam receber pensão por mortes de pais servidores públicos. A determinação do TCU agora anulada era para que houvesse a revisão de 19.520 casos com suspeitas de concessão irregular do benefício.

A decisão do ministro foi tomada em uma ação e estendida a 215 outros processos que discutiam a mesma matéria. Esse número representa a maior parte das ações no Supremo que aguardavam decisão sobre o tema.

A decisão de Fachin restabelece que as duas únicas condições para a perda da pensão sejam casar ou assumir cargo público fixo – conforme uma lei que tratava do tema, revogada em 1990. O TCU havia firmado o entendimento de que, se a filha solteira receber outras fontes de renda que garantam a subsistência, deveria perder o benefício por já não ter mais dependência econômica.

O TCU tinha decidido que, nos 19.520 indícios de irregularidades de pagamentos indevidos a filhas solteiras, fossem abertos procedimentos na justiça para revisão, mas permitindo que elas apresentassem o contraditório para tentarem provar a condição de dependentes.

A Secretaria de Fiscalização de Pessoal do TCU calculou que o cancelamento da pensão de 7.730 do total de 19.520 casos em que o tribunal enxergava irregularidades, geraria economia de R$ 2,2 bilhões pelos próximos quatro anos. O tribunal não analisou a totalidade dos casos, mas o acórdão cita que, se os mesmos parâmetros fossem aplicados em relação aos casos das 19.520 de pensionistas, a economia “poderia totalizar valor superior a R$ 5 bilhões de reais”.

 

RN:Morre aos 76 anos, o delegado da Polícia Civil Maurílio Pinto de Medeiros

Morreu por volta das 21h30 deste sábado, aos 76 anos de idade, por complicações do diabetes, o ex-subsecretário de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, delegado aposentado da Polícia Civil, Maurílio Pinto de Medeiros. Ele estava internado, desde o dia 22 de março, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Casa de Saúde São Lucas, onde teve a perna amputada, após uma infecção. Maurílio chegou a precisar de doações de sangue e seu estado de saúde era considerado estável até sexta-feira.

O velório terá início às 6 horas deste domingo no Centro de Velório da rua São José, com missa às 15 e sepultamento às 16 horas, no cemitério Morada da Paz, em Emaús. Maurílio deixa mulher (Clarissa) e quatro filhos (Ana Cláudia, Adriana, Maurílio Júnior e Fabiana).

Neste sábado, chegaram a noticiar durante à tarde, nas redes sociais, que Maurílio havia falecido. A família desmentiu o boato, mas admitiu que o quadro de saúde do delegado era gravíssimo.

Novo pacote anticorrupção quer mudar sistemática de indicações para o STF

POR JOSIAS DE SOUZA

Durante a campanha eleitoral de 2018, os candidatos a senador e deputado federal serão convidados a apoiar um ambicioso pacote de medidas anticorrupção. Foi elaborado sob a coordenação da Fundação Getúlio Vargas e da Transparência Internacional. Será divulgado formalmente em junho. Conta com a simpatia da Lava Jato. Inclui mais de 80 propostas. Uma delas sugere ajustes na sistemática de escolha dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Pelo novo formato, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Alexandre de Moraes não teriam chegado à Suprema Corte.

Para assegurar a “independência” dos magistrados do Supremo, o pacote sugere que seja “vedada a indicação de quem tenha, nos quatro anos anteriores, ocupado mandato eletivo federal ou cargo de procurador-geral da República, advogado-geral da União ou ministro de Estado.” Gilmar foi indicado por Fernando Henrique Cardoso, sob polêmica, em abril 2002. Era advogado-Geral da União. Toffoli ocupava o mesmo cargo quando Lula o indicou para o Supremo, também sob críticas, em setembro de 2009. Premiado com a indicação em fevereiro de 2017, Moraes era ministro da Justiça de Michel Temer.

A escolha dos ministros do Supremo continuaria sendo feita pelo presidente. Mas o processo de seleção seria realizado sob a luz do Sol. A partir da abertura de uma vaga na Corte, o inquilino do Planalto teria 15 dias para divulgar uma lista com cinco nomes cogitados para o cargo. Os candidatos seriam virados do avesso num debate público que duraria 30 dias. Só então o presidente submeteria o nome do seu predileto ao crivo do Senado, que continuaria dando a palavra final, podendo avalizar ou rejeitar a escolha.

Elaborado durante um ano, o novo pacote traz as digitais de quase uma centena de especialistas. É uma versão melhorada e turbinada das “Dez Medidas” anticorrupção formuladas em 2016 pelo Ministério Público Federal e enviadas ao Congresso como projeto de iniciativa popular. Desfiguradas na Câmara, as propostas viraram lixo. Agora, deseja-se aproveitar a temporada eleitoral para obter dos candidatos ao Legislativo o compromisso de debater, aperfeiçoar e votar as propostas em 2019. A ideia é mobilizar a sociedade, estimulando o eleitor a dar o seu voto apenas aos candidatos que apoiarem o pacote, mesmo que façam restrição a uma ou outra proposição.

Entusiasta da iniciativa, o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, já trombeteia as novas propostas de combate à corrupção em palestras e reuniões fechadas. Ele participou da elaboração. Escorando-se em experiências internacionais, Deltan diz que os países que conseguiram evoluir no combate à corrupção miraram em três objetivos: 1) assegurar a aplicação do princípio segundo o qual todos são iguais perante a lei; 2) promover uma “reforma massiva” capaz de enfrentar as deformações do sistema; e 3) converter a encrenca em matéria escolar.

O pacote inclui projeto que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Sugere-se que os alunos do ensino fundamental e médio passem a dispor de disciplinas obrigatórias com “conteúdo que trate de formação ética e voltada ao exercício de cidadania solidária, à participação na gestão pública e ao controle de gastos públicos, ao zelo pela coisa pública, bem como informações e práticas educativas sobre causas, impactos, riscos, prejuízos e meios de enfrentamento da corrupção.”

Há no novo pacote também propostas sobre polêmicas que infestam o noticiário. Por exemplo: a prisão de condenados na segunda instância, hoje escorada numa jurisprudência que prevalece no Supremo pela precária maioria der 6 a 5, seria formalizada em lei: “O trânsito em julgado da decisão judicial condenatória ocorrerá após o julgamento do recurso de apelação ou após o decurso do prazo ou do julgamento dos recursos ordinários cabíveis no âmbito da competência do tribunal de segunda instância.”

Certos projetos, por draconianos, dificilmente serão digeridas pelos congressistas. Entre eles a proposta de emenda constitucional que autoriza a prisão provisória de deputados e senadores. Hoje, os parlamentares só podem ser presos por ordem do Supremo, quando pilhados em flagrante. Ainda assim, a prisão tem de ser comunicada num prazo de 24 horas à respectiva Casa legislativa, que pode revogar a ordem judicial de encarceramento.

Com a mudança, a comunicação à Câmara e ao Senado ainda seria obrigatória. Mas o Legislativo apenas acompanharia a execução da providência, sem poderes para revogá-la. Eis a redação sugerida no pacote: “Desde a expedição do diploma, a prisão provisória dos membros do Congresso Nacional será informada dentro de vinte e quatro horas à Casa respectiva, para a qual será remetida a decisão ou o auto de prisão em flagrante respectivo, para conhecimento e o devido acompanhamento, visando observar a preservação dos direitos e prerrogativas do parlamentar não atingidos pela constrição, ficando vedada a execução da prisão no próprio recinto congressional.”

O novo pacote retoma a proposta de criminalizar o caixa dois eleitoral, impõe limites ao autofinanciamento de campanhas políticas, submete os partidos políticos às punições previstas na lei sobre lavagem de dinheiro, reduz a abrangência do foro privilegiado, eleva as penas dos corruptos, proíbe a concessão de indulto ou anistia a condenados por corrupção, estende a exigência de ficha limpa a todo o serviço público e obriga a realização de seleção pública para o preenchimento dos chamados cargos de confiança, condicionando as nomeações à comprovação dos “conhecimentos técnicos, capacidades e habilidades específicas dos candidatos.”

Pressionando aqui, você chega a uma página que traz o rol de propostas do novo pacote anticorrupção. Elas foram submetidas a consulta pública encerrada em 30 de abril. Ainda estão sujeitas a ajustes de redação. Não se restringem ao setor público. Tratam também da criminalização da corrupção privada. Condicionam a celebração de grandes contratos com o Estado à comprovação da integridade ética das empresas. Sugerem o cancelamento de bônus por desempenho para executivos flagrados em atos de corrupção.

 

Deputado Ezequiel Ferreira visita ações de seu mandato no Agreste Potiguar

O deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa cumpriu agenda parlamentar em Bom Jesus, no Agreste Potiguar. A convite do prefeito Clécio Azevedo (PSDB), o deputado visitou ações do seu mandato nas áreas de abastecimento, saúde, segurança pública e ainda participou de um evento de mães, no centro da cidade.

Ezequiel iniciou a agenda na unidade hospitalar, onde através da Assembleia Legislativa o município recebeu uma doação de uma ambulância 0km. Depois acompanhou o prefeito e vereadores, além de moradores da comunidade Lagoa de Mel, onde 200 famílias estão sendo beneficiadas com o sistema de abastecimento de água, que será concluído até o final do mês.

“Essas ações defendidas pelo nosso mandato através de requerimentos contribuem para o desenvolvimento da cidade e dos que residem na Zona Rural. Vamos continuar apresentando pleitos não só para Bom Jesus e o Agreste Potiguar, mas para todas as regiões do Estado como temos feito diariamente na Assembleia Legislativa”, afirmou Ezequiel Ferreira.

Clécio Azevedo e Ezequiel visitaram os policiais militares que atuam na segurança pública de Bom Jesus, onde recentemente receberam uma nova viatura policial, modelo gol, através de requerimento do deputado Ezequiel Ferreira encaminhado a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social.

“Todas essas ações em Bom Jesus não teriam acontecido se o deputado não tivesse ajudado na defesa dos interesses do nosso povo. Ezequiel tem sido um parceiro importante da gestão e sabemos que podemos contar com seu mandato na Assembleia Legislativa”, frisou o prefeito Clécio Azevedo.

 

 

Detran-RN apresenta nova campanha educativa ao MP com foco na atitude dos condutores

Detran-RN apresenta nova campanha educativa ao MP com foco na atitude dos condutores

Mais que falar, ter atitude e boas práticas no trânsito serão o foco da nova campanha educativa do Governo do Estado, por meio do Detran-RN (Departamento Estadual de Trânsito). Nesta quinta-feira (17), na sede da Executiva Propaganda, agência licitada do Detran, ocorreu a apresentação ao Ministério Público do conceito da nova campanha: “Sua atitude vale mais do que mil palavras”. Na ocasião estiveram presentes, o juiz de Direito, Jarbas Bezerra, a promotora de Justiça, Danielle Veras, o Diretor Geral do Detran-RN, Eduardo Machado, e o publicitário Odemar Neto, da Executiva.

O conceito da campanha foi baseado em parte de um dito popular, facilitando a absorção e compreensão das pessoas, dialogando com quem valoriza a teoria, mas prioriza a prática de boas atitudes na vida e no trânsito.

“Deste modo queremos manter a redução de acidentes e de mortes no trânsito, com uma campanha onde abordaremos a lei seca, o excesso de velocidade e o uso do celular. Manteremos a hashtag #curtodirigirbem e a linha da campanha que foi considerada a melhor campanha educativa do Brasil em 2017, com novas estratégias que vão ganhar as ruas da cidade”, revelou Odemar Neto, da agência.

A promotora de Justiça, Danielle Veras, aprovou o conceito. “Achei a proposta da nova campanha inovadora, trazendo temáticas  que irão, certamente, chamar a atenção do motorista de rever suas atitudes e de perceber que a mudança de um trânsito com mais gentileza começa por cada um de nós. O papel do Ministério Público com o projeto vidas  no trânsito está em monitorar essa política, de implementação do Poder Público por um trânsito mais seguro, com a diminuição dos acidentes”, comentou.

Já o juiz Jarbas Bezerra destacou também a importância da campanha no Setembro Cidadão. “Será de grande importância porque desde 27 de agosto de 2013, com a criação da Lei Complementar 494/2013, que instituiu o Setembro Cidadão, o Rio Grande do Norte passou a ser o Estado Cidadão do Brasil. Dessa forma, as campanhas de Trânsito tem tudo a ver com cidadania, não poderia ficarmos de forma da magnitude dessa campanha tão Cidadã que visa preservar vidas”, afirma.

O Diretor Geral do Detran, Eduardo Machado, garante que as campanhas têm papel fundamental no combate aos acidentes no trânsito. “As campanhas educativas conseguem mostrar a realidade, trazer fatos do dia-a-dia das pessoas e atitudes na prática que podem fazer a diferença ao salvar vidas. A nova campanha desperta esse olhar  e vem ratificar a importância de dirigir bem e com responsabilidade. O papel do Governo do Estado, do Detran, é ter compromisso com o cidadão com um trânsito com muito menos acidentes”, comenta.

Geração ‘nem-nem’: cresce o número de jovens que não estudam e nem trabalham

Em 2017, o Brasil tinha 48,5 milhões de pessoas com idade entre 15 e 29 anos, mas 11,1 milhões delas não trabalhavam e também não estavam matriculadas em uma escola, faculdade, curso técnico de nível médio ou de qualificação profissional.

Conhecido como ‘nem-nem’, esse grupo representava 23% do total de jovens brasileiros no ano passado, e aumentou em relação ao ano anterior, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) divulgados na manhã desta sexta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Geração ‘nem-nem’

De acordo com os números, a variação entre 2016 e 2017 foi de 619 mil jovens de 15 a 29 anos a mais nessa condição – em 2016, 21,8% das pessoas nessa faixa etária estavam no grupo ‘nem-nem’.

Ao G1, Marina Águas, coordenadora da pesquisa, ressaltou que os dados apresentam um “estudo ampliado”, ou seja, não consideram apenas se a pessoa está matriculada no ensino regular, mas também em outros tipos de educação informal, como os cursos pré-vestibulares, curso técnico de nível médio ou um curso de qualificação profissional.

Redução da ocupação

De acordo com o estudo, entre 2016 e 2017 o número de jovens estudando permaneceu estável, o que ocorreu foi uma “redução da ocupação”: tanto a porcentagem da população ocupada nessa faixa etária recuou de 35,7% para 35% quanto a de jovens que estudavam e trabalhavam, que caiu de 14% para 13,3%.

Entre as diferentes faixas etárias da juventude, os índices se mantiveram estáveis entre os adolescentes de 15 a 17 anos e entre 25 e 29 anos, mas aumentou entre quem tem de 18 a 24 anos.

Abaixo da meta

De acordo com a meta 12 do Plano Nacional de Educação (PNE), até 2024, 33% das pessoas entre 18 e 24 devem estar matriculadas no ensino superior. Em 2017, essa porcentagem foi de 23,2%, e se manteve estável em relação a 2016, segundo a Pnad.

No total, 25,1 milhões de jovens, não estavam matriculados em 2017 em nenhum tipo de curso de ensino regular, pré-vestibular, técnico de nível médio ou de qualificação profissional, mas não haviam concluído uma graduação, ou seja, ainda tinham o ensino superior incompleto.

Desses, 64,2% eram pessoas de cor preta e parda, segundo a Pnad. “De 2016 para 2017, foram 343 mil pessoas a mais nessa situação, equivalendo a um aumento de 1,4% desse grupo”, diz a pesquisa.

Diferenças de gênero

A Pnad também oferece dados sobre os motivos dados pelas pessoas para não estarem estudando. Do total de pessoas nessa situação, 7,4% afirmaram que já haviam concluído o nível de esnino que desejavam. Mas os demais motivos tiveram respostas variáveis de acordo com o sexo

Entre os homens, 49,4% afirmaram que as razões eram ou porque trabalhavam, ou porque estavam buscando emprego ou já conseguiram trabalho, que começariam em breve. Entre as mulheres, essa justificativa foi usada em 28,9% dos casos.

O segundo motivo mais comum para os homens não estudarem é a falta de dinheiro para pagar a mensalidade, o transporte, o material escolar ou outras despesas educacionais. Ele foi apontado por 24,2% dos homens e 15,6% das mulheres.

Cuidados com os filhos e a casa

Por outro lado, entre as mulheres, o segundo motivo mais citado para estarem fora da sala de aula é ter que cuidar dos afazeres domésticos ou de criança, adolescente, idosos ou pessoa com necessidades especiais. Essa razão foi apontada apenas por 0,7% dos homens.

Marina Águas explica que esse tipo de cuidado doméstico ou com a família, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), configura trabalho.

“Isso hoje em dia é considerado trabalho no seu sentido ampliado. Se a pessoa vai trabalhar, ela tem que pagar alguém para fazer esse serviço, então isso é um produto, de alguma forma. Não é um trabalho do mercado, mas você pode dar um valor a ele. Ainda mais com a população envelhecendo”, diz ela.

G1

INSS reduzirá agendamento presencial a partir do dia 21

Por Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Atualmente, o segurado precisa agendar uma ida ao INSS para levar documentos e formalizar o pedido. Com o novo modelo, ao fazer o pedido, o cidadão acompanha o andamento pelo Meu INSS ou pelo telefone 135 e, somente se necessário, será chamado à agência.

O rombo do INSS teria sido 84,3% menor em 2015 e 41,8% no ano passado
Agência do Instituto Nacional do Seguro Social  (Antonio Cruz/Arquivo/Agência Brasil)

Nos casos em que as informações previdenciárias necessárias para o reconhecimento do direito já constarem nos sistemas do INSS, será possível então a concessão automática do benefício, isto é, a distância.

Segundo o INSS, com a mudança, não haverá mais falta de vaga e, caso precise ir a uma agência para apresentar algum documento, o cidadão terá a garantia de ser atendido perto da residência. O instituto diz ainda que a mudança representa o fim do tempo de espera para ser atendido.

Atualmente, o Meu INSS tem mais de 7 milhões de usuários cadastrados e é acessível pelo computador ou celular. O sistema, que está sendo aprimorado, conta com um canal que permite ao cidadão acompanhar o andamento do seu pedido sem sair de casa, consultar extratos e ter acesso a outros serviços do INSS.

O instituto vai ampliar cada vez mais a lista de serviços agendáveis. A partir do dia 24, serviços que antes eram prestados somente no atendimento espontâneo serão realizados com dia e horário marcados, bastando fazer seu agendamento pelo Meu INSS ou o telefone 135.

Veja a lista dos serviços que passarão a ser agendáveis:

Alterar meio de pagamento

Atualizar dados cadastrais do beneficiário

Atualizar dados do Imposto de Renda – Atualização de dependentes

Atualizar dados do Imposto de Renda – Declaração de Saída Definitiva do País

Atualizar dados do Imposto de Renda – Retificação de Dirf

Cadastrar Declaração de Cárcere

Cadastrar ou atualizar dependentes para salário-família

Cadastrar ou renovar procuração

Cadastrar ou renovar representante legal

Desbloqueio do benefício para empréstimo

Desistir de aposentadoria

Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados

Pensão por morte

Emitir Certidão para Saque de PIS/Pasep/FGTS

Reativar benefício

Reativar benefício assistencial à pessoa com deficiência, suspenso por inclusão no mercado de trabalho

Renunciar a cota de Pensão por Morte ou Auxílio-Reclusão

Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido

Solicitar valor não recebido até a data do óbito do beneficiário

Suspender benefício assistencial à pessoa com deficiência para inclusão no mercado de trabalho

Transferir benefício para outra agência

Governo participa da campanha Todos Contra o Abuso Infantil

O Governo do Rio Grande do Norte participa diretamente da campanha “Todos contra o abuso infantil”, realizada pela Assembleia Legislativa para combater agressões e a exploração de crianças e adolescentes. A campanha foi lançada nesta sexta-feira, 18, pelo presidente do Poder Legislativo estadual, deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

Representando o Governo do RN, a delegada Geral da Polícia Civil, Adriana Shirley, disse que a administração estadual atua forte na investigação das ocorrências e das denúncias. “Temos uma equipe comprometida e abnegada que trabalha para a elucidação e combate às agressões”.

A titular da Delegacia de Defesa da Criança e do Adolescente, Dulcinéia Costa, reforçou a atuação do Governo e ressaltou que “hoje não é um dia de comemorações, mas um dia de reflexões e de somar esforços todos os órgãos e instituições que compõem a rede de proteção”.

Ezequiel Ferreira explicou que a Assembleia realiza a campanha Todos contra o abuso infantil, “como uma forma de prevenção a uma realidade que preocupa e assusta, e que deve ser objeto da atenção de todos”.

O Governo do RN também apoia a campanha com a operacionalização do serviço de recebimento de denúncias, o Disque 100, sistema operacionalizado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) através do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública -Ciosp.

Prefeito de São José do Campestre é condenado por improbidade administrativa

Prefeito de São José do Campestre é condenado por improbidade administrativa

O juiz Cleanto Fortunato da Silva da Comarca de São José do Campestre, no Agreste Potiguar publicou sentença condenando o prefeito Joseilson Borges, o Neném Borges (PMDB) a ressarcir o dano causado ao Estado do Rio Grande do Norte, no valor de R$ 20.379,42 (vinte mil, trezentos e setenta e nove reais e quarenta e dois centavos), atualizado monetariamente pelo INPC/IBGE, e acrescido de juros de mora simples de 1% (um por cento) ao mês, desde a data do ingresso da demanda.

Denunciado por improbidade administrativa pelo Ministério Público Estadual, o prefeito de São José do Campestre é candidato na eleição suplementar que acontece no município no dia 03 de junho. Com relação ao pedido de justiça gratuita requerido pelo réu Francisco das Chagas de Andrade, o juiz deferiu o seu pleito, por presumir-se verdadeira a alegação de insuficiência de recursos deduzida pelo requerente, não havendo nos autos elementos que obstem a sua concessão, conforme disposição elencada no Art. 99, §§2º e 3º, do Código de Processo Civil.

Condenado Neném Borges, solidariamente, ao pagamento das custas processuais, ficando sua cobrança suspensa, em relação a Francisco das Chagas Andrade, nos termos do art. 98, §3º, do CPC, uma vez que se trata de beneficiário da justiça gratuita.

Assembleia Legislativa convoca população ao combate do abuso infantil

Medo, insegurança e sentimentos de inadequação e culpa confundem, talvez por toda a existência, a mente das vítimas, assustadas por quem lhes deveria dar amor e proteção

“Todos contra o abuso infantil”. O chamamento da Assembleia Legislativa está nas ruas em forma de campanha publicitária e foi oficializado na manhã desta sexta-feira, 18, durante a audiência pública realizada na Casa, que mobilizou instituições. Os números do problema são estarrecedores: no Rio Grande do Norte, a cada dois dias, ao menos uma criança é abusada sexualmente. Dados nacionais da Ouvidoria dos Direitos Humanos apontam o Estado com o maior número de casos de abuso comprovados, quase 2 mil ao ano.

Meninas, em sua maioria, são as vítimas (68%). O agressor, quase sempre, um parente muito próximo, do círculo familiar (80%). O abuso infantil é silencioso, sorrateiro e acinzenta uma fase da vida em que só as brincadeiras e sonhos deveriam colorir os dias. Medo, insegurança e sentimentos de inadequação e culpa confundem, talvez por toda a existência, a mente das vítimas, assustadas por quem lhes deveria dar amor e proteção. Durante o debate, familiares de vítimas relataram histórias e emocionaram os participantes com seus depoimentos.

A data é emblemática: 18 de maio é o Dia Nacional de Combate à Exploração Infantil. O debate foi uma iniciativa conjunta do presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), com os colegas Hermano Morais (MDB) e Márcia Maia (PSDB), que preside no Legislativo do RN a Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente. A Assembleia soma esforços para combater uma violência que alcança uma média anual de 586 crianças e adolescentes potiguares, de acordo com o Ministério dos Direitos Humanos.

“Este tema deve ser relembrado a todo instante para que este mal seja extirpado do seio da sociedade. Para a criança é importante que ela tenha estrutura e apoio, proporcionados por núcleos como a família, a escola e a sociedade. Quando um desses núcleos falha, as consequências são muito graves, principalmente se for a família, pois o ambiente protetor é fundamental para a criança e o adolescente, que, sem esta linha de proteção, ficam vulneráveis”, defendeu Ezequiel Ferreira.

Titular da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), Dulcineia Costa chamou a atenção para um dado ainda mais preocupante: mesmo altos, os números estão subnotificados, porque nem toda agressão vira denúncia. “Temos casos que culminaram em morte, menos comum dos que os atendimentos nas delegacias, mas nosso 18 de maio acontece todos os dias”, afirmou. Em 2017 a delegada instaurou 140 inquéritos para apurar esse tipo de abuso.

A deputada Márcia Maia afirmou que esta luta deve ser diária: “É preciso por fim a essas histórias e punir os autores dessa violência. Que tenhamos uma realidade onde crianças possam ser realmente crianças, sem medo dos monstros que a espreitam”. Para o deputado Hermano Morais, esta causa pertence a toda a sociedade: “Esse problema foi abraçado nesta Casa há muito tempo e agora de forma proativa, com o lançamento desta campanha. Chega de impunidade”, afirmou.

A psicóloga infantil da Assembleia Legislativa, Helga Torquato, chamou atenção para alguns sinais que podem indicar que a criança ou adolescente está sofrendo abuso. Entres as alterações de comportamento estão o choro repentino, pesadelos e repulsa a uma pessoa que era do convívio. “É preciso observar os sinais, pois nem sempre os denunciantes são familiares, já que o abusador pode estar dentro da família. São marcas que podem trazer consequências para vida adulta”, disse Helga.

Durante a audiência o publicitário Renato Quaresma, da agência responsável pela produção das peças visuais, parabenizou a Casa pela utilização de verba pública numa campanha de tamanha importância. Também participaram do evento as deputadas Larissa Rosado (PSDB), Cristiane Dantas (PPL), a promotora da Infância e Juventude, Juliana Alcoforado, a vereadora Júlia Arruda (PDT), presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Crianças e dos Adolescentes, na Câmara Municipal de Natal, o advogado Paulo César Ferreira, que preside a Comissão da Infância da OAB, além de representantes do Governo do RN, Ministério Público, OAB, entre outras instituições.

CAMPANHA
A campanha que já está nas ruas tem peças em vídeo, gibis, cartazes, além de mídia em TV, rádios, impressos e redes sociais. Com o slogan “Para algumas crianças, monstros existem”, a campanha chama a atenção não só de pais de vítimas, mas de toda a sociedade. Todo o material pode ser acompanhado através do perfil @assembleiarn.

 

Saiba quais sãos os piores alimentos do mundo para a saúde

Os alimentos industrializados estão atualmente liderando o consumo entre crianças, jovens e adultos, praticamente uma unanimidade. Mas e o risco que eles promovem à nossa saúde? Ricos em sódios, conservantes, corantes e saborizantes artificiais, esses alimentos ‘de mentira’ fazem muito mal.

Confira na lista a seguir os 10 piores tipos de comida que você provavelmente consome ou já consumiu na vida:

10 – Sorvete

O consumo em excesso deste alimento pode facilitar o aumento de peso. Uma bola da versão sabor chocolate, equivalente a 60 gramas, contém 130 calorias e 18,5% dos Valores Diários de gorduras saturadas que um adulto necessita, este alto valor existe principalmente por ter uma série de aditivos incluídos no alimento ao longo da fabricação, o leite integral possui gorduras saturadas, mas não são poucas.

Além disso tudo, alguns sorvetes têm neurotoxinas, que são substâncias capazes de prejudicar o cérebro e o sistema nervoso de modo geral.

9 – Salgadinho de milho

Por conter uma série de produtos químicos, o salgadinho de milho pode causar alergias. Além disso, um pacote, 63 gramas, deste alimento contém 17% do Valor Diário de sódio. Imagine também que esses alimentos que você come como se não houvesse amanhã são, na verdade, fritos em óleo. Essa mistura de milho transgênico e gordura é capaz de provocar inflamações em seu corpo – se você sofre com espinhas, por exemplo, é uma péssima ideia comer salgadinho.

8 – Pizza congelada

Elas são feitas com condicionadores de massa artificiais e muitos conservantes. Você acha que está comendo esse saboroso alimento, mas seu corpo entende que você está engolindo potes de açúcar, pois é nisso que ele se transforma assim que você o ingere. Péssima ideia para quem quer emagrecer.

7 – Batata frita

O principal problema da batata frita está no fato de ela ser uma fritura. Quando o alimento é submetido a altas temperaturas sofre a glicação que é uma modificação molecular. Além disso, a presença do óleo tem o mesmo efeito que no salgadinho, causando inflamações, agravando problemas cardíacos, câncer e artrite.

6 – Salgadinho de batata

O salgadinho de batata é ainda mais nocivo do que a batata frita. Esse tipo de ‘alimento’ contêm altos índices de acrilamida, a mesma substância cancerígena descrita no item anterior. Quanto menos você comer, melhor.

5 – Bacon

Um levantamento feito pela Escola de Saúde Pública de Harvard descobriu que 50 gramas diários de carnes processadas como o bacon aumentam em 42% o risco de problemas cardíacos e em 19% o de diabetes tipo 2. Este alimento possui gordura saturada, de modo que uma fatia equivalente a 10 gramas possui 6,4% do Valor Diário desta gordura, que sofre um processo de oxidação que facilita o aparecimento de placas que podem inflamar as artérias sanguíneas levando ao comprometimento cardíaco.

4 – Cachorro-quente

O problema é que esse lanche popular está associado ao aumento de câncer no pâncreas por conta do alto índice do nitrito de sódio contido nos embutidos como a salsicha. Há também estudos que comprovam que esse elemento pode causar câncer colorretal.

3 – Rosquinhas

Os donuts, mais populares nos EUA, mas também consumidos aqui no Brasil, são ricos em gorduras trans, que têm relação com doenças cardíacas, cerebrais e câncer. Como se não bastasse, rosquinhas fritas são cheias de açúcar, condicionadores de massa artificiais e outros aditivos que vão transformar cada uma delas em uma verdadeira bomba calórica.

2 – Refrigerante

Uma latinha de refrigerante tem pelo menos 10 colheres de chá de açúcar, 150 calorias, entre 30 mg e 55 mg de cafeína e, claro, corantes artificiais e sulfitos. São necessários 30 copos de água para neutralizar a acidez do refrigerante. Outras bebidas ricas em açúcar que são tão prejudiciais quanto o refrigerante são os sucos industrializados.

1 – Refrigerante Diet

Se refrigerante normal já é um veneno, o diet é ainda pior. Um estudo feito por pesquisadores das universidades de Miami e Columbia concluiu que quem consome o refrigerante diet diariamente tem mais chances de ter um infarto ou um acidente vascular cerebral. Outro estudo publicado pela revista científica Diabetes Care concluiu que o ingerir diariamente o refrigerante diet pode aumentar os riscos de desenvolver diabetes tipo 2 e síndrome metabólica.

O refrigerante diet tem aspartame – ou AminoSweet. Essa substância está relacionada com o aparecimento de muitas doenças, como ataques de ansiedade, compulsão alimentar, defeitos de nascimento, cegueira, tumores cerebrais, dor torácica, depressão, tontura, epilepsia, fadiga, dores de cabeça, perda auditiva, hiperatividade, insônia, dor nas articulações e muitos outros problemas.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Página 30 de 756« Primeira...1020...2829303132...405060...Última »