Nova Cruz/RN -

Arquivo do Autor

ISOLAMENTO É FUNDAMENTAL: Pico do coronavírus no Brasil deve ser no final de abril, diz infectologista

O infectologista Fernando Bozza, da Fiocruz, estimou em entrevista ao Estadão que o pico da epidemia do novo coronavírus no Brasil ocorra entre os dias 25 e 30 de abril.

De acordo com o pesquisador, é essencial que as medidas de isolamento no país sejam mantidas de forma rigorosa pelas próximas duas semanas.

“O isolamento funciona e está funcionando. O cenário era para ser pior, não há a menor dúvida”, afirmou Bozza.  “É agora que precisamos ter mais cuidado: o único trunfo que temos agora é o isolamento. Se afrouxarmos essas medidas, não haverá leitos para todos. O pior ainda está por vir.”

Outros especialistas, porém, advertem que parte do crescimento controlado pode ser atribuído também à subnotificação e à demora na notificação dos casos.

O ANTAGONISTA

Prefeitura de Lagoa D’anta também na luta do combate a dengue

A Prefeitura do Município de Lagoa D’anta, além da luta no combate da proliferação do coronavírus, também continua outra grande ação que é eliminar o mosquito da dengue. A prefeita Taianni Santos, tem colocado todo aparato da gestão para tentar conter os avanços da dengue, que é prejudicial a todos os munícipes. A Secretaria Municipal de Saúde faz campanha educativa para prevenir os efeitos coronavírus e da dengue.  Todos contra a DENGUE! Vamos aproveitar o tempo em casa para eliminar possíveis foco do mosquito.

 

Bolsonaro sanciona MP da renda básica emergencial

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participa de coletiva de imprensa no Palácio do Planalto

© Marcello Casal JrAgência Brasil

Nova lei prevê pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, na tarde desta quarta-feira (1º), a Medida Provisória (MP) que cria uma renda básica emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais, autônomos e sem renda fixa, durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A informação foi confirmada pelo ministro da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira, em uma postagem no Twitter. A medida teve a votação concluída no Senado na segunda-feira (30) e agora será regulamentada por meio de um decreto.

Jorge de Oliveira Francisco

@jorgeofco

O PR @jairbolsonaro sanciona projeto que prevê auxílio emergencial de R$ 600 mensais durante três meses para trabalhadores informais, autônomos dentre outros.🇧🇷

O líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), informou que o texto sancionado por Bolsonaro contém três vetos, que ainda não foram publicizados pela Presidência da República.

A liberação dos recursos também depende da abertura de um crédito extraordinário no Orçamento federal. O pagamento será efetuado ao longo de três meses, com operacionalização pelas redes dos bancos públicos federais: Caixa Econômica Federal, casas lotéricas, Banco do Brasil (BB), Banco da Amazônia (Basa) e Banco do Nordeste (BNB), após o cruzamento de dados para definir quem tem direito ao benefício.

Pelas regras contidas no projeto de auxílio emergencial aprovado pelo Congresso, os trabalhadores deverão cumprir alguns critérios, em conjunto, para ter direito benefício, como não ter emprego formal; não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família; ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro anunciou novas medidas para enfrentar a crise gerada pela pandemia da covid-19, inlcuindo uma MP para ajudar as empresas na manutenção dos empregos. Serão liberados R$ 51 bilhões para complementação salarial, em caso de redução de salário e de jornada de trabalho de funcionários, e R$ 40 bilhões (R$ 34 bilhões do Tesouro e R$ 6 bilhões dos bancos privados) de crédito para financiamento da folha de pagamento. Os detalhes da medida serão informados pelo Ministério da Economia.

Edição: Aline Leal

ALRN LIBERA ATENDIMENTO VIRTUAL PARA ENCAMINHAMENTO DE DECRETOS DE CALAMIDADE

As prefeituras municipais do Rio Grande do Norte que quiserem aprovação estadual do decreto de calamidade pública – em atendimento ao Art. 65 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – já podem encaminhar a documentação à Assembleia Legislativa.

Em razão da pandemia do coronavírus, o legislativo potiguar oferece o canal de atendimento através do e-mail [email protected] que servirá de instrumento oficial do Parlamento para tramitação dos expedientes remetidos.

Visualização da imagem

ESCOLA DA ASSEMBLEIA OFERECE CURSO ONLINE DE EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO

A Escola da Assembleia, entre os cursos online que está oferecendo nesse período de pandemia do Coronavírus, chama atenção para um que pode interessar, além do setor público, ao setor privado: “Excelência no Atendimento”. O comércio que vem mantendo suas vendas pela internet poderá ser um dos setores aos quais o curso poderá ter mais interessados.

“Nós achamos que “Excelência no Atendimento” é um curso que atende não só o servidor público, mas também às empresas privadas. Então o empresário que teve que suspender as paralisações de sua empresa, e que está trabalhando em home-office, pode indicar para seus funcionários, cobrar que eles deem expediente on-line, de forma remota, e uma das estratégias é que ele possa colocar o povo para estudar nessa quarentena. Excelência no atendimento é uma característica de toda boa empresa, toda boa instituição”, explicou o professor João Maria de Lima, diretor geral da Escola da Assembleia.

O curso que faz parte da grade de ensino à distância do Interlegis – Instituto do Legislativo Brasileiro, do Senado, é gratuito e está disponível para toda a comunidade. “Este é um dos cursos que lançamos assim que foi estabelecido o isolamento social”, disse João Maria, explicando que a Escola da Assembleia fez a parceria com o Interlegis.

Para fazer a inscrição basta entrar no endereço www.al.rn.leg.br/portal/escola e se cadastrar. O curso online “Excelência no Atendimento” tem carga horária de 20 horas e oferece diploma de participação aos interessados.

Visualização da imagem

COVID-19: Governo cria Comissão Especial para Monitoramento e Enfrentamento ao Coronavírus em Natal

Com o objetivo de unir esforços para a adoção de medidas de combate ao novo coronavírus (COVID-19), o Governo do Rio Grande do Norte criou, nesta terça-feira (31), em caráter provisório, a Comissão Especial de Monitoramento e Enfrentamento ao Coronavírus no âmbito do município de Natal. A iniciativa foi instituída por meio do decreto Nº 29.582, de 31 de março de 2020, e considera a capital potiguar por ser o município que concentra o maior número de casos suspeitos e confirmados da COVID-19 no estado, bem como o maior volume de hospitais e demais equipamentos de saúde pública que receberão ampliação e reforços.

O grupo técnico de trabalho será formado por integrantes do poder Executivo estadual e municipal e vem somar ao conjunto de medidas que o Governo tem realizado para mitigar os impactos da pandemia no RN, com foco na proteção à saúde e à vida da população. “A união de todos é fundamental para enfrentarmos esse momento de crise. E como tenho dito, reforço a importância de cobrar o envio de recursos por parte do Governo Federal, recursos estes fundamentais para a concretização dos projetos em curso de ampliação do serviço, criação de leitos, equipamentos e toda a estrutura necessária para combater e enfrentar a curva mais elevada da doença que está para chegar muito em breve e precisamos estar preparados”, destacou a governadora durante reunião realizada na última sexta-feira (27) com o prefeito de Natal, Álvaro Dias.

O Estado e o município de Natal estão em constante diálogo para o desenvolvimento de ações de prevenção e conscientização da população sobre os riscos da doença e a importância do isolamento social para resguardar vidas. Está em fase implantação o Hospital de Campanha de Natal que será instalado no Hotel Parque da Costeira, localizado na Via Costeira. A obra vem contando com o contínuo esforço da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) que trabalha para restabelecer o abastecimento e esgotamento sanitário do Hospital Municipal de Campanha.

Grande Natal: cotado para compor chapa de vice-prefeito, Joelmo Teles assina ficha do PSDB em São José do Mipibu

Visualização da imagem

Vereador com representatividade junto ao segmento evangélico, novo tucano também atua no segmento empresarial

São José do Mipibu, município hoje com mais de 30 mil eleitores também viu o PSDB crescer. O vereador Joelmo Teles, que na última campanha foi o mais votado com 1.272 votos é a mais nova aquisição da sigla. O partido caminhará na base de apoio do prefeito Arlindo Dantas (MDB).

Joelmo Teles está sendo cotado para compor chapa de vice-prefeito. O pré-candidato que terá o apoio do prefeito Arlindo Dantas será o atual vice-prefeito Zé Figueiredo, do MDB. Como muitas cidades no Rio Grande do Norte, em São José do Mipibu PSDB e MDB caminharão juntos.

Bem articulado no cenário político da Grande Natal, Joelmo Teles é um vereador com vitórias sucessivas, tem representatividade junto ao segmento evangélico, além de atuar no segmento empresarial. “Assinamos a ficha do PSDB por entender que hoje é um partido bem representado, e que vem contribuindo para o crescimento da Grande Natal e também de São José do Mipibu. Ao lado do prefeito Arlindo Dantas, da deputada Cristiane Dantas também vamos somar forças junto ao presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira para trabalhar pela população”, disse Joelmo Teles.

Por decisão do Diretório Estadual, presidido pelo deputado Ezequiel Ferreira de Souza estão suspensos todos os grandes atos de filiação ao PSDB e encontros partidários com aglomeração em locais fechados. A medida atende às recomendações das autoridades de saúde para contenção da epidemia de coronavírus no país. A orientação devido o Coronavírus é que as filiações sejam realizadas nos municípios, sem aglomerações.

Pandemia é maior desafio desde a 2ª Guerra Mundial, alerta ONU

António Guterres, novo secretário-geral da ONU

© Divulgação/ONU

Para a organização, pandemia pode levar a recessão sem paralelo

Por RTP* – Lisboa

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que a pandemia de covid-19 é o maior desafio que o mundo enfrenta desde a Segunda Guerra Mundial. Para ele, a situação pode levar a uma recessão sem paralelo e, por isso, exige resposta forte e eficaz.

“É a combinação de uma doença ameaçadora para todo o mundo e de um impacto econômico que conduzirá a uma recessão sem precedentes”, argumenta Guterres para explicar porque essa pandemia é o pior momento desde que as Nações Unidas foram criadas, há 75 anos.

“A combinação dos dois fatores e o risco de uma instabilidade acumulada, de violência acumulada, de conflitos acumulados” fazem desta crise o maior desafio desde a Segunda Guerra Mundial. “É a crise que exige a resposta mais forte e mais eficaz”, adverte. Segundo Guterres, isso só pode acontecer “pela solidariedade e por um esforço comum, abandonando os jogos políticos e compreendendo que a humanidade está em jogo”.

Em pronunciamento na sede da ONU, em Nova York, no lançamento de um relatório sobre as consequências econômicas potenciais da crise, Guterres afirmou que a comunidade internacional está longe do que deveria nesta solidariedade, que é vista apenas em medidas dos países desenvolvidos para conter as suas economias.O número de casos confirmados no mundo está próximo de 860 mil, com mais de 42 mil mortes.

“Estamos longe de ter um dispositivo mundial para ajudar os países em desenvolvimento a eliminar a doença, gerando consequências dramáticas para essas populações em termos de desemprego, o encerramento de pequenas empresas e o fim do comércio informal”, acrescenta. “Avançamos lentamente no bom caminho”, lamentou.

O relatório da ONU indica que cerca de 25 milhões de postos de trabalho no mundo vão desaparecer devido ao surto. O documento prevê uma pressão negativa de cerca de 40% nos fluxos de investimento estrangeiro direto global.

Guterres apelou aos países industrializados que apoiem as nações menos desenvolvidas a “enfrentar o pesadelo da doença, a propagar-se como fogo”. Uma ameaça que depois poderá voltar-se de novo contra os países ricos, como um efeito boomerang, gerando “milhões” de mortos.

“O novo coronavirus está a atacar as sociedades no seu âmago, reclamando vidas e a forma de vida das pessoas”, reforçou. “Precisamos de uma imediata resposta de saúde coordenada para suprimir a transmissão e parar a pandemia”.

A ONU criou, nessa terça-feira (31), um fundo destinado aos países em desenvolvimento, depois de ter feito na semana passada um apelo aos países pobres e em conflito.

*Emissora pública de televisão de Portugal

LAGOA D’ANTA: Secretaria Municipal de Saúde promove orientações básicas para continuar com atividades em casa

Fonoaudióloga dá dica com atividades domiciliares em momento de isolamento social com a família provocado pelo efeito da pandemia de coronavírus.

Com a proliferação do coronavírus no nosso país, o município de Lagoa D’anta, tem a cada dia mostrado o seu diferencial, para amenizar a situação de crise que afeta os munícipes. Todos os setores estão engajados para diminuir os efeitos provocado pela crise social, econômico e também na saúde. A secretaria municipal de saúde, tem tido total dedicação e ampliado os trabalhos. As equipes tem se mostrado de total competência, no sentido de aproveitamento e através da campanha Fica em Casa, tem repassados algumas dicas, através de seus profissionais da area da saúde. A Fonoaudióloga Fernanda Diomedes, que é do NASF – AB é um dos exemplos que segue também para apresentar as suas  orientações e atividades,  o momento para passar algumas dicas para as crianças que continuam em suas casas para que as mães, comecem a fazer algum tipo de exercício, através da linguagem e de atividades lúdicas. Com os exercícios repassados pela orientadora, vão servir para preencher as horas vagas e contribuindo assim com o desenvolvimento da saúde das crianças.

 

Presidente da Assembleia Ezequiel Ferreira anuncia repasse de recursos para garantir leitos de UTI ao Hospital da PM em Natal

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira de Souza, anunciou nesta terça-feira o apoio financeiro de pouco mais de R$ 2 milhões para implementação de leitos de UTI no Hospital da Polícia Militar, em Natal.

O anúncio foi feito pelo presidente nas redes sociais.

Fonte:Blog Thaísa Galvão

Cem cursos livres gratuitos estão disponíveis para o RN

Todos os cursos são oferecidos na modalidade EAD e possuem certificação

Para aproveitar com qualidade o período de quarentena, cursos on-line gratuitos são uma opção para a população que deseja se qualificar. No Rio Grande do Norte, a UnP – integrante da rede Laureate – está com inscrições abertas para 100 opções de cursos livres.

Qualquer pessoa, aluno da UnP ou não, pode fazer a inscrição e aproveitar a oportunidade gratuitamente. O interessado poderá escolher um curso livre e terá até 30 dias para concluir os estudos na plataforma on-line.

Além disso, ele terá acesso automaticamente a: mais 2 cursos preparatórios para o mercado de trabalho; uma ferramenta com conteúdos de mais de 200 especialistas internacionais; mais 1 curso sobre a pandemia declarada pela Organização Mundial da Saúde.

Todos os 100 cursos livres oferecem certificado permitindo que o participante transforme seu currículo e cresça na sua carreira. As inscrições podem ser feitas  no link https://lp.unp.br/unpcontraovirus

Petrobras reforça abastecimento de gás de cozinha em todo o país

A Petrobras informou que está reforçando o abastecimento do gás liquefeito de petróleo (GLP), através de compras adicionais já efetuadas dentro do seu programa de importação. As importações adicionais se somarão às produções atuais das refinarias da região Sudeste, com a chegada de três navios no porto de Santos, o primeiro nesta segunda-feira (30) e os outros dois, nos dias 6 e 10 de abril.

A Petrobras vai reduzir a partir de hoje (31) em 10%, o preço dos botijões de 13 quilos  do gás liquefeito de petróleo (GLP), mais conhecido como gás de cozinha. A estatal informou que o preço médio nas refinarias será equivalente a R$ 21,85 por botijão de 13 kg. No acumulado do ano, a redução é de cerca de 21%

CORONAVÍRUS: ASSEMBLEIA PRORROGA SUSPENSÃO DE ATIVIDADES ATÉ 30 DE ABRIL

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte prorroga a suspensão de todas as atividades legislativas até o dia 30 de abril por conta da pandemia do novo Coronavírus. A decisão foi publicada no Diário Oficial Eletrônico através de ato da Mesa Diretora da Casa nesta terça-feira (31). A renovação do ato atende às novas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais autoridades sanitárias e de saúde para a prevenção da pandemia.

“Estamos em situação de emergência sanitária. As Casas Legislativas do país, a começar pelo Senado Federal e Câmara dos Deputados, seguem as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, e o nosso Legislativo Estadual segue a mesma orientação”, explicou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

Ezequiel Ferreira disse ainda que apesar das medidas restritivas adotadas pela Assembleia Legislativa, os deputados continuam em suas atividades parlamentares. “Estamos ultimando a implantação do sistema de votações à distância, os deputados têm usado as redes sociais para fazer alertas e recomendações sobre a pandemia, foi instituída a comissão para fiscalizar uso de recursos durante a crise do COVID-19, votamos o decreto de calamidade pública e estamos adotando o teletrabalho como alternativa em tempos de Coronavírus. Vamos seguir firmes, respeitando o isolamento social e acreditando que tudo vai passar”, salientou o presidente da Assembleia Legislativa.

Durante a suspensão regulamentada no ato, o plenário poderá reunir-se excepcionalmente, por convocação do presidente, para a deliberação de matérias que exijam o pronunciamento urgente do Poder Legislativo ou que possuam elevada importância para o Estado e seus cidadãos.

CAIXA ADERE À LINHA DE FINANCIAMENTO DE FOLHA DE PAGAMENTO PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Visualização da imagem

Banco já disponibilizou R$ 111 bilhões em crédito para PF e PJ, ampliou a pausa nos financiamentos para 90 dias e reduziu juros das principais linhas de crédito

As Micro e Pequenas Empresas (MPE) poderão buscar junto à CAIXA nova linha de crédito para colocar a sua folha de pagamento em dia. O financiamento poderá ser pago em 36 meses (carência de 6 meses e 30 parcelas), e taxa de juros de 3,75% a.a. Poderão aderir à modalidade as empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões.

“A CAIXA está ao lado das Micro e Pequenas Empresas. É nossa missão ajuda-las neste momento difícil, criando linhas de financiamento, diminuindo taxas de juros, oferecendo pausa nos empréstimos. Nossas medidas são dinâmicas e se necessário, a CAIXA lançará novas medidas. Faremos o que for possível para garantir a empregabilidade dos trabalhadores e as empresas vivas”, ponderou o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães.

A medida faz parte do pacote de benefícios da CAIXA contra os efeitos do novo coronavírus (COVID-19). Na semana passada, foram anunciados R$ 111 bilhões em crédito para Pessoa Física e Jurídica, Hospitais Filantrópicos e setores Habitacional e Agrícola. A CAIXA também prorrogou a pausa dos financiamentos de 60 para 90 dias, reduziu Taxas de Juros, anunciou Financiamento a Estados e Municípios e suspensão do Recolhimento do FGTS. Deste montante, a CAIXA, que é parceira das Micro e Pequenas Empresas. aportou novos recursos para capital de giro (R$ 60 bilhões) e compra de carteiras (R$ 40 bilhões).

União entre os setores público e privado para atravessar a crise e proteger a saúde do povo do RN

SUS precisa de investimento para atender pacientes com coronavírus

© Marcello Casal Jr/Agência Brasil SUS precisa de investimento para atender pacientes com coronavírus

Por  Mateus Vargas

À espera de uma escalada ainda maior de casos do novo coronavírus, as autoridades de saúde ainda têm de se preocupar com registros de alta de doenças já conhecidas, como dengue e influenza. Epidemiologistas e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) afirmam que o País terá de enfrentar ao mesmo tempo “três epidemias” nos próximos meses.

Apenas até 21 de março, o País teve 441,22 mil casos de dengue, acima dos 273,19 mil registrados no mesmo período do ano passado. Em 2018, foram 71,52 mil casos neste intervalo. Há ainda 120 mortes confirmadas e 188 em análise para dengue neste ano. No ano de 2019, o Brasil registrou 1,54 milhão de casos de dengue. O número só é menor do que o de 2015 – 1,7 milhão.

Apesar de muito menos letal do que a covid-19, a doença tem alta incidência e exige esforços de autoridades de saúde, hoje pressionadas pela pandemia. Autoridades também alertam para o provável pico simultâneo de casos de influenza, como H1N1, e do novo coronavírus. “Teremos coronavírus, que é uma novidade, teremos influenza, que é uma rotina, todo ano acontece, e teremos também o pico de dengue. Aproveitem que estão em casa e limpem o quintal, eliminem focos de dengue e vacinem-se”, disse na quinta-feira o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira.

O Ministério da Saúde informa que já regularizou a distribuição de insumos necessários, como inseticidas, para o controle do Aedes aegypti, mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya. A pasta também fez a compra de kits de diagnóstico da dengue para todos os Estados.

Para Denise Valle, bióloga pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz, da Fiocruz, os casos de dengue no País flutuam. Os anos com altas podem ser explicados pela volta de um dos quatro subtipos da doença no País. Desde o fim de 2018 o subtipo 2 está sendo registrado. Ele não era observado desde 2008.

A bióloga aponta ainda alto número de casos de chikungunya no Brasil. “Faz muitos casos graves, penosos, que se estendem por muito tempo”, diz ela. Até 21 de março foram notificados 12.696 casos. Só o Estado do Espírito Santo concentra 22% dos pacientes; a Bahia, 21,4%; e o Rio, 19,5%. Neste intervalo foram confirmadas 3 mortes e outras 18 estão em investigação para a doença. “Aproveitem que estão em casa, vamos fazer o dever de casa: prevenção do Aedes. De cada dez criadouros (do mosquito), oito estão na nossa casas”, afirmou Valle.

Gripe. O pico de casos do novo coronavírus deve coincidir com a queda de registros de dengue, doença de maior incidência no verão, afirma Jair Ferreira, professor titular de Epidemiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ele diz, porém, que as altas da covid-19 e da influenza devem coincidir. “Por isso é extremamente importante a vacinação contra a gripe. Para evitar que haja mais casos graves. Ainda evita que se tenha duas infecções.” Até 14 de março, fora do período de pico para síndromes gripais, o Ministério da Saúde relata 165 casos e 13 óbitos por influenza A (H1N1), 139 casos e 14 óbitos por influenza B e 16 casos e 2 óbitos por influenza H3N2. Juntas, elas somaram 320 casos e 29 óbitos. No ano passado inteiro, o País registrou 5,8 mil casos e 1.122 óbitos pelos três tipos de influenza, que podem ser evitados pela vacinação.

Sarampo. Além destas três enfermidades, o sistema enfrenta doenças como o sarampo, que já matou 4 pessoas neste ano, após 20 anos sem óbitos no Brasil. Até o começo de março foram notificados 4.971 suspeitas, sendo confirmados 909 casos. Há dez Estados com circulação ativa do vírus e São Paulo tem quase um terço dos pacientes. No caso, a vacinação é a única forma de evitar o contágio. As quatro mortes registradas (uma no Rio, outra em SP e duas no PA) foram de crianças de 5 a 18 meses.

O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Alberto Beltrame, afirma que o SUS está acostumado a enfrentar mais de uma doença em alta. Os gestores, diz ele, estão sob alerta para que o apoio à covid-19 não deixe pacientes de outras enfermidades desassistidos. Segundo Beltrame, a ideia é aproveitar a sensibilidade da população para a vacina contra a gripe, em meio à pandemia, para também imunizar pessoas abaixo de 60 anos do sarampo.

DENGUE – Em 2020, até 21 de março

441.224 casos

120 óbitos

Paraná (53)

São Paulo (32)

Mato Grosso do Sul (19)

Mato Grosso (6)

Minas Gerais (2)

Distrito Federal (2)

Rio de Janeiro (2)

Acre (2)

Amazonas (2)

Permanecem em investigação 188 óbitos por dengue.

Prefeitura de Lagoa D’anta implanta o Projeto emergencial CIDADANIA NA MESA

Prefeitura começa distribuir o complemento escolar através do Projeto Emergencial Cidadania na Mesa.
A Prefeitura Municipal de Lagoa D’anta distribuiu nesta segunda – feira (30), o complemento escolar, através do Projeto Cidadania na Mesa, que visa atender a todos os alunos matriculados na rede municipal. É mais uma ação do Poder Executivo, que segue as normas e as orientações dos poderes constituídos. A prefeita Taianni Santos tem colocado como prioridade medidas que vise amenizar os efeitos da crise provocada pelo coronavírus.
Todos os dias as 16:30 nas escolas são distribuídos complemento alimentar aos alunos matriculados na escolas municipais.

UFRN autoriza voluntariado de alunos no combate à Covid-19

Foto: Anastácia Vaz

 

Por Marina Gadelha

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) autorizou, por meio de portaria publicada pela Pró-Reitoria de Graduação da (Prograd) no dia 26, a deliberação dos colegiados dos cursos de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Medicina sobre a participação voluntária, em caráter excepcional e temporário, de estudantes em estágios curriculares obrigatórios nas unidades básicas de saúde, unidades de pronto atendimento, rede hospitalar e comunidades, como esforço de contenção da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A possibilidade é voltada aos estudantes dos dois últimos anos de Medicina e do último ano dos cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia, que estejam regularmente matriculados em componente curricular do tipo Estágio no semestre 2020.1. Os alunos dos demais níveis poderão participar voluntariamente da ação estratégica O Brasil Conta Comigo, nos termos do edital de chamamento público do Ministério da Saúde (MS). As cargas horárias integralizadas serão aproveitadas pelas coordenações de cursos, para compensação de componentes de internato, estágio curricular obrigatório e/ou horas complementares.

A atuação nos estágios fica condicionada à autorização por parte das instituições concedentes – unidades de saúde que receberão os estudantes – e deve ser supervisionada por profissionais com registro nos respectivos conselhos profissionais, bem como sob orientação docente presencial ou remota. Cabe às concedentes garantir o fornecimento adequado dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), a orientação e o acompanhamento dos universitários.

“Este é mais um esforço institucional no combate à Covid-19. No entanto, a participação dos estudantes fica a critério de cada colegiado de curso, mediante análise das condições de segurança e da orientação acadêmica”, destaca a pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias de Sá. A medida segue a Portaria nº 356 do Ministério da Educação (MEC), que dispõe sobre a atuação dos alunos dos cursos da área da saúde no combate à pandemia, e a Portaria nº 492, do Ministério da Saúde (MS), que regulamenta e operacionaliza a ação estratégica O Brasil Conta Comigo.

Para mais informações, os estudantes interessados em aderir ao voluntariado devem entrar em contato com as coordenações dos cursos, bem como aguardar o edital de chamada pública que será disponibilizado pelo MS. A Portaria nº 2/2020 da Prograd foi publicada no Boletim de Serviço nº 62 da UFRN, disponível para download neste site.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RN LANÇA CARTILHA DIGITAL SOBRE ELEIÇÕES 2020

Com o objetivo de fortalecer a democracia, a Assembleia Legislativa do RN lança neste mês de março, uma cartilha digital com orientações para as eleições de 2020. O material contém as regras atualizadas, previstas na Legislação Eleitoral e adotadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que serão aplicadas no pleito. A cartilha pode ser acessada no site da Assembleia Legislativa (http://www.al.rn.leg.br).

“O exercício da cidadania se faz também pelo acesso à informação e ter conhecimento sobre as regras, calendário e atuação das instituições no processo eleitoral, através da cartilha, permite ao eleitor cumprir o seu papel de cidadão e fortalecer a democracia. A cartilha digital tem objetivo de ser uma ferramenta para que todos fiquem por dentro das eleições 2020”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

Nesse período de distanciamento social e isolamento, a cartilha é mais uma opção de leitura e informação. A publicação com orientações eleitorais foi idealizada e construída pela equipe da Procuradoria-Geral da Assembleia Legislativa e atende a demanda, de forma educativa, de gestores públicos, postulantes a mandatos em 2020 e cidadãos, com detalhes sobre o rito eleitoral.

De acordo com o Procurador-Geral da Assembleia, Sérgio Freire, a cartilha busca, de forma educativa e didática, nortear a ação dos envolvidos no processo eleitoral. “Diante da situação que estamos vivendo em função da pandemia do novo Coronavírus, decidimos lançá-la apenas digitalmente, mas o objetivo é o mesmo: informar o cidadão acerca dos principais temas eleitorais, especialmente aqueles adotadas pelo TSE no que concerne às últimas edições por este editadas, que trata sobre as Eleições 2020 e que serão abordadas de forma resumida nessa cartilha”, declarou.

A cartilha está dividida em capítulos, pontuando situações destacadas pela Legislação Eleitoral e será base para palestras e capacitações realizadas pela Escola da Assembleia.

Álcool gel: se falsificado, não use; se legalizado, use com cuidado

Álcool gel

© Marcello Casal JrAgência Brasil

Depois de passar o produto nas mãos, é preciso ter cuidado com fogo

Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil – Brasília

A falta de álcool gel no mercado tem levado muitas pessoas, no desespero de conseguir o produto, a comprá-lo sem os devidos cuidados quanto à procedência. Caseiro, falsificado ou legalizado, o produto pode representar um risco alto de queimaduras. O alerta foi feito pelo gerente de fiscalização do Conselho Regional de de São Paulo, Wagner Contrera, que é também conselheiro suplente do Conselho Federal de Química.

Depois de passar o produto nas mãos é preciso ter cuidado ao acender um cigarro ou o fogão da cozinha.

Contrera disse já ter recebido relatos sobre o uso exagerado do produto. “Neste momento de tensão, em que todos estão com medo da covid-19, muitas pessoas cometem excessos. Usam máscaras até quando dirigem sozinhas no carro. No caso do álcool gel, as pessoas usam em grande quantidade e a todo momento. Aí esquecem e vão acender um cigarro ou mesmo o fogão, para preparar as refeições. É um verdadeiro perigo”, disse o gerente do conselho de química.

Segundo o químico, entidades ligadas a tratamentos de queimaduras relatam casos de pessoas que se queimam ao se aproximar de fontes de calor logo após passar  álcool gel nas mãos. “O gel também é inflamável e, conforme mostram as embalagens, não pode ser deixado ao alcance de crianças nem de animais domésticos.”

“Se o produto industrializado já é perigoso, o que dizer do falsificado?”, alertou o gerente.

No caso do álcool em gel falsificado – ou mesmo dos caseiros, que seguem receitas disponibilizadas na internet – os riscos são ainda maiores, colocando em perigo não só a vida do consumidor como a do fabricante e a do vendedor

“Mesmo que a pessoa tenha a receita, há que se considerar vários outros fatores, inclusive a matéria-prima utilizada. Se elas não são fáceis de ser compradas por empresas legalizadas, imagina por leigos. Isso de misturar álcool líquido com gelatina ou gel para cabelo é tudo conversa fiada de pessoas que, infelizmente, se acham geniais por inventar isso em cinco minutos de reflexão. A manipulação por pessoas não preparadas é de extremo perigo”, disse à Agência Brasil.

Efeito oposto

Segundo o químico, dependendo do caso pode, em vez de propiciar assepsia, os produtos podem ter efeito oposto, por desenvolver microrganismos, mesmo que tenham mesma aparência e consistência.

“O álcool gel é produzido a partir de álcool com alta concentração, uma mistura que fica em 70%. Quando feito por processo industrial, há todo um cuidado. Mas, se feito em casa ou de forma improvisada, é extremamente perigoso, por se tratar de um produto altamente inflamável. Não à toa, a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] publicou há quase 20 anos uma resolução proibindo a venda de álcool líquido acima de 54 graus nos mercados”, argumentou.

Ele explicou que é muito difícil identificar a “olho nu” as diferenças entre o produto legal e o falsificado. “Em alguns casos, quando a falsificação é grosseira, dá para se notar na embalagem, mas, em outros casos, e já vimos isso até mesmo em shampoos e produtos de limpeza, a embalagem é tão bem feita que o consumidor acaba não percebendo.”

Coordenador da Divisão de Química Tecnológica do Instituto de Química, da Universidade de Brasília, o professor Floriano Pastore afirma que, normalmente, ao se colocar gelatina em uma solução aquosa, ela fica mais viscosa. “E se essa solução tiver um pouco de álcool, vai ter cheiro típico de álcool gel. No entanto, não terá a principal característica, que é o porcentual aproximado de 70% de etanol, para proporcionar a qualidade bactericida e desinfetante ao produto.”.

Uma boa dica é levar em consideração o local onde o álcool em gel está à venda. O ideal é comprar em farmácias e supermercados, ou estabelecimentos similares, que respondem pela garantia do produto, evitando adquiri-lo no mercado informal..

Crime contra a saúde pública

Além de representar riscos para quem o manipula, fabricar e comercializar álcool gel falsificado é crime, passível de punição tanto pela autoridade sanitária como, administrativamente, pelos conselhos regionais e federal de química.

“Tanto quem fabrica como quem comercializa está praticando crime contra a saúde pública, e respondem por isso. E se houver envolvimento de um profissional de química, nosso conselho abre processo administrativo paralelo ao criminal. Se ele for conivente, poderá ser suspenso ou impedido de exercer a profissão”, disseContrera.

Segundo o químico, só empresas registradas junto à Anvisa, e tendo profissional responsável técnico, têm autorização para fabricar álcool gel. As empresas são fiscalizadas pelos conselhos regional e federal de química, que verificam se os profissionais são habilitados. Já a vigilância sanitária é responsável por verificar se as boas práticas de fabricação são seguidas e se o estabelecimentos está de acordo com o que a legislação sanitária determina.

Edição: Maria Claudia

Preço da cesta básica aumenta em 15 capitais

Tomates

© Foto Elza Fiúza/Agência Brasil

Principais altas foram do tomate, da banana, do açúcar e do óleo

Por Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil – São Paulo

O custo da cesta básica teve aumento em 15 das 17 capitais pesquisadas em março, do dia 1º até o dia 18, quando o levantamento de preços foi suspenso em razão da pandemia de coronavírus. Os dados parciais, divulgados hoje (30), são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

As altas mais expressivas na cesta ocorreram em Campo Grande (6,54%), Rio de Janeiro (5,56%), Vitória (5,16%) e Aracaju (5,11%). As quedas foram observadas apenas em Belém (-3,27%) e São Paulo (-0,24%).

A capital de estado com o grupo de produtos básicos mais caro foi o Rio de Janeiro (R$ 533,65), seguida de São Paulo (R$ 518,50) e Florianópolis (R$ 517,13). Os menores valores médios foram verificados em Aracaju (R$ 390,20) e Salvador (R$ 408,06).

Com base na cesta mais cara, o Dieese estima que o valor do salário-mínimo necessário, em março de 2020, deveria ser de R$ 4.483,20 ou 4,29 vezes o mínimo atua, de R$ 1.045

Comportamento dos preços

Nos 18 primeiros dias de março, houve principalmente alta nos preços do tomate, da banana, do açúcar, óleo de soja, leite integral e da batata. Já o valor da carne bovina de primeira teve redução na maior parte das cidades, segundo Dieese.

O preço médio do tomate aumentou em 16 capitais. As maiores altas foram registradas em Campo Grande (58,44%), Vitória (42,86%), Rio de Janeiro (30,59%), Aracaju (27,00%) e Natal (26,94%). A redução ocorreu em Belém (-11,06%). A menor quantidade de tomate, devido à desaceleração da colheita, elevou o preço no varejo.

A banana (nanica e prata) teve o preço aumentado em 14 capitais. Os maiores aumentos foram registrados em Salvador (16,19%) e Campo Grande (14,19%). As reduções foram registradas em Recife (-6,68%) e Belém (-2,10%).

O valor do quilo do açúcar subiu em 14 capitais. As taxas oscilaram entre 0,41%, em Natal, e 5,08%, em Campo Grande. Em São Paulo e Florianópolis, diminuiu 0,73% e 0,35%, respectivamente.

O preço médio do óleo de soja subiu em 14 capitais, com taxas que variaram entre 0,47%, em Aracaju, e Belém, e 7,31%, em Recife. Houve queda em Natal (-1,77%) e Brasília (-0,26%). Segundo o Dieese, a demanda internacional e a desvalorização do real diante do dólar mantiveram em alta o preço da soja. Além disso, grande parte do óleo de soja tem sido destinada à produção de biodiesel, reduzindo a oferta.

O leite integral aumentou em 13 capitais. As maiores altas foram registradas em Campo Grande (7,1%), Recife (5%) e Florianópolis (3,45%). Houve diminuição em Belém (-2,60%), Belo Horizonte (-1,24%) e Brasília (-0,53%).

O preço do quilo da batata, pesquisada no Centro-Sul, aumentou em sete cidades, ficou estável em Porto Alegre e diminuiu em Florianópolis (-3,10%) e Vitória (-1,86%). As altas mais expressivas foram as de Campo Grande (23,35%) e Rio de Janeiro (12,25%).

Já o quilo da carne bovina, de primeira, diminuiu em 10 capitais. As quedas variaram entre -2,95%, em Recife, e -0,21%, em Natal. As altas mais significativas ocorreram em Florianópolis (7,80%) e Curitiba (2,67%).

Edição: Aline Leal