Nova Cruz/RN -

Presidente e vice do TSE conversam com Maia e Alcolumbre sobre eleições municipais

Reunião ministro Luís Roberto Barroso Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia

Aos parlamentares, ministro Luís Roberto Barroso afirmou que há consenso médico em relação à necessidade do adiamento do pleito

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, e o vice-presidente da Corte, Luiz Edson Fachin, se reuniram na tarde desta segunda-feira (8) com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, para discutir a realização das eleições municipais em meio à pandemia do coronavírus.

Barroso relatou aos líderes que conversou nas últimas duas semanas com oito especialistas (epidemiologistas, infectologistas, sanitarista, físico especializado em estatística de pandemia e biólogo). O ministro afirmou aos parlamentares que há um consenso médico sobre a necessidade do adiamento por algumas semanas – primeiro turno entre a segunda quinzena de novembro e o começo de dezembro. Barroso deixou claro, porém, que a definição da data é uma “decisão política”.

“Todos os especialistas têm posição de consenso de que vale a pena adiar por algumas semanas, mas não deixar para ano que vem (2021) porque não muda muito do ponto de vista sanitário. Eles acham que agosto, setembro, a curva pode ser descendente. Endossaríamos, portanto, a ideia de adiar por algumas semanas”, disse Barroso aos parlamentares.

As datas do pleito serão definidas pelo Congresso, uma vez que o dia da eleição está previsto na Constituição – primeiro domingo de outubro -, e para altera-lo é necessária emenda constitucional.

Os parlamentares propuseram que os líderes partidários das duas Casas participem de conversas com os médicos. O TSE se comprometeu a organizar reunião com especialistas na semana que vem. A partir da conversa, Câmara e Senado darão andamento à análise das propostas sobre adiamento do pleito.

Ministros e parlamentares também trataram sobre a necessidade de alterar algumas datas importantes vinculadas ao pleito. A questão, porém, será discutida no âmbito do Congresso Nacional.

O presidente do TSE relatou conversas internas para ampliar o horário da votação para 12 horas e prever campanhas para votação em horários conforme a faixa etária. Barroso também pediu ajuda do Congresso para obtenção de doações de empresários para materiais de proteção aos mesários e eleitores, como máscaras e álcool gel.

MO

Justiça Eleitoral do RN desaprova contas do Solidariedade e partido terá que devolver valores do Fundo Eleitoral

As falhas na prestação de contas do partido, apontadas pelo corpo técnico do tribunal, foram a intempestividade na entrega de relatórios financeiro

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) desaprovou as contas do Solidariedade nas Eleições de 2018. No julgamento dos gastos e arrecadações do partido no pleito, ocorrido na sessão desta segunda-feira (8), a corte ainda determinou a devolução de R$ 35.263,49 ao Tesouro Nacional por parte da agremiação, bem como a suspensão de repasses do fundo partidário por um mês. A decisão unânime do tribunal foi em consonância com o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral.

As falhas na prestação de contas do partido, apontadas pelo corpo técnico do tribunal, foram a intempestividade na entrega de relatórios financeiros; gastos eleitorais em data anterior a data informada na prestação de contas; divergência e inconsistência de informações referente a transferência de recursos a candidatos e/ou partidos; omissão de despesa de campanha; e ausência de destinação do valor mínimo do fundo partidário relativo às campanhas relacionadas na cota de gênero.

O relator do processo, juiz eleitoral Fernando Jales, ponderou que os três primeiros pontos tiveram circunstâncias que caracterizam como falhas formais, que não prejudicam a transparência na prestação de contas. No entanto, as últimas duas foram consideradas irregularidades graves, o que gerou a desaprovação das contas.

“A ausência da destinação do valor mínimo do fundo eleitoral às candidaturas femininas constitui irregularidade grave, a qual, além de potencialmente comprometer a regularidade das contas, impõe ao partido infrator a obrigatoriedade de recolher ao Tesouro Nacional a importância não aplicada”, destacou Jales em seu voto.

A defesa da agremiação apontou que candidatas inscritas nas Eleições de 2018 pelo partido receberam valores acima do determinado pelo Fundo Eleitoral, mas de fontes distintas e, em alguns casos, em forma de bens estimáveis.

“Caberia ao partido ter repassado o montante. Elas, enquanto candidatas, dariam as diretrizes do que melhor lhes conviesse à aplicação dos recursos nas suas próprias candidaturas. Pensar diferente é diminuir a autonomia dessas candidatas de aplicar os recursos do fundo de acordo com a sua consciência”, argumentou o relator.

Ainda sobre a posição da defesa do partido, a juíza eleitoral Adriana Magalhães ressaltou em seu voto que “A doação há de ser em dinheiro. Ao admitir a tese defendida pelo advogado, todas as doações em dinheiro iriam para homens e as doações estimáveis para as mulheres. Não vejo como se resguardar nem se fomentar a participação feminina na política dessa maneira”.

Prefeitura de Natal adquire com recursos próprios 50 respiradores

A Prefeitura do Natal adquiriu com recursos próprios 50 novos respiradores.

Os equipamentos já foram distribuídos na Rede de Urgência e Emergência da capital, pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

“Já tínhamos recebido 40 respiradores do governo federal e, com eles, montamos a UTI do Hospital de Campanha. Agora, com mais esses 50 que compramos, com recursos próprios, diretamente da Philips, vamos providenciar uma melhor estrutura para atender a toda a rede municipal, não só durante a pandemia, mas de forma permanente”, ressalta o prefeito Álvaro Dias.

Os equipamentos permitem o suporte ventilatório não invasivo, auxiliando no quadro respiratório de pacientes, evitando a evolução para quadros críticos e a consequente necessidade de cuidados em terapia intensiva, desafogando os leitos de UTI.

“Esse tipo de respirador não é para UTI. Eles são para sala de estabilização dos pacientes. Com esse investimento, vamos aumentar nossa capacidade de resposta para a população. No sábado passado (6), já entregamos os equipamentos no Hospital Municipal, Hospital de Campanha, Hospital dos Pescadores e nas nossas quatro UPAs”, informa o secretário de Saúde de Natal, George Antunes.

 

Ações do Pacto pela Vida promovem aumento no isolamento social

Visualização da imagem

As ações do Pacto pela Vida iniciadas na última quinta-feira, 4, em uma parceria do Governo do Rio Grande do Norte com 75 municípios, começam a apresentar resultados. Na manhã desta segunda-feira, 08, a taxa de isolamento social era de 49,6%, um aumento de 7,5 pontos percentuais em relação à média dos últimos 15 dias, que foi de 42,1.

Neste fim de semana, foram realizadas ações nas cidades com orla marítima para evitar aglomerações, prática de esportes coletivos e consumo em barracas. Também no bairro do Alecrim, em Natal, foram realizadas fiscalizações para evitar aglomerações.

No domingo, foi realizada uma barreira sanitária no distrito de Pirangi, em Parnamirim, com orientações sobre o uso de máscara, higiene pessoal e cuidados com os grupos de risco. “De forma geral, as ações foram positivas. Os profissionais envolvidos com a fiscalização foram bem recebidos pela população”, avaliou o secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Araújo.

Visualização da imagem

Através da operação Pacto pela Vida, o Governo do Estado oferece aos municípios apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros Militar para ações localizadas de orientação e desmobilização de aglomerações. “Este apoio está disponível aos 167 municípios. Já foram pactuadas parcerias neste sentido com 75 prefeituras que estão fazendo ações integradas com o apoio do sistema de segurança pública estadual”, afirmou Francisco Araújo.

DADOS

Nesta segunda-feira, em todo o RN, há 10.888 casos confirmados, 431 óbitos (dois nas últimas 24 horas) e 104 óbitos em investigação. Cerca de 664 pessoas estão internadas nos hospitais das redes pública e privada – 340 críticos e 324 clínicos.

A taxa ocupação de leitos continua alta e a rede segue superlotada. Em Natal, Grande Natal e em Pau dos Ferros, a ocupação é de 100%. Na região Oeste 97,8% e no Seridó, 66,7%.

No último sábado, o Governo do Estado abriu mais 5 leitos na região Seridó, passando a totalizar 27 leitos disponíveis. Para os próximos 15 dias a previsão é abrir novos leitos, em parceria com os municípios.  Serão 15 leitos de UTI, em Mossoró, 25 leitos de UTI e 10 clínicos no Hospital João Machado, em Natal, 10 UTIs e 5 clínicos no Hospital Regional de Macaíba e 3 leitos clínicos e dois de estabilização, em Assu. Em Pau dos Ferros devem entrar em funcionamento mais 2 UTIs e 16 leitos clínicos.

O Governo também trabalha para instalar 5 UTIs e 6 leitos de retaguarda no Hospital de Santo Antônio, na região Agreste, e 6 UTIs e 10 leitos clínicos em São Pauto do Potengi, na região Central.

A subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, informa que ao sentir febre ou desconforto respiratório a pessoa dever procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima para avaliação e, se for o caso, o médico vai iniciar tratamento para Covid e indicar o teste rápido ou RT-PCR, embora ela esclareça que os testes não são uma condição necessária para iniciar o tratamento.

Ela também destacou a importância de manter e ampliar o isolamento social para maior controle das infecções. “O Pacto pela Vida tem que ser adotado não só pelo Governo e prefeituras, mas por toda a população. Quanto maior o isolamento mais rápido será o fim da pandemia e a retomada das atividades normais”, encerrou Alessandra Lucchesi.

Fotos: Demos Roussos

Caraúbas: Justiça Eleitoral proíbe vice-prefeito e vereador de fazerem promoção pessoal com kits de prevenção à Covid-19

Caraúbas: Justiça Eleitoral proíbe vice-prefeito e vereador de fazerem promoção pessoal com kits de prevenção à Covid-19
O Ministério Público Eleitoral (MPE) obteve uma determinação judicial proibindo vice-prefeito e vereador de Caraúbas de distribuir kits de prevenção ao coronavírus (Covid-19) em visitas domiciliares ou de maneira que caracterize promoção pessoal. A Justiça Eleitoral, atuante na 36ª zona eleitoral, ordenou que a entrega desse material seja realizada apenas pelos técnicos e servidores municipais vinculados à Secretaria Municipal de  Saúde.
A determinação também inclui a proibição de que os representantes do Poder Executivo e do Legislativo de Caraúbas façam qualquer tipo de promoção pessoal com a finalidade de obtenção futura de apoio eleitoral ou de votos. Atos assim se configuram como propaganda eleitoral durante o período vedado por lei.
Os kits de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus contém álcool em gel, sabão líquido, máscara, luvas ou outros similares e estavam sendo distribuídos pessoalmente pelo vice-prefeito, Paulo de Paiva Brasil e o vereador Antônio Argemiro, nas casas de moradores de Caraúbas ou em logradouros públicos.
A determinação judicial é uma resposta à uma representação eleitoral apresentada pelo Ministério Público Estadual à 36ª Zona, contra os dois demandados.
Fonte:Política em Foco

Divulgada a lista dos beneficiários do auxílio emergencial do Governo Federal

Portal da Transparência do Governo Federal disponibilizou a lista de beneficiários do Auxílio Emergencial com pagamentos e parcelas. A página permite ver a composição de mais de 53 milhões de pessoas beneficiadas, com filtros por estadomunicípio e mês.

Quem acessar o portal também pode consultar um beneficiário específico por nome, CPF e Número de Identificação Social (NIS). Quem faz parte do Bolsa Família também pode consultar as informações a partir de familiares.

A consulta é formada de acordo com as regras definidas na legislação e conta com três grupos: Bolsa Família, Inscritos no Cadastro Único e Não Inscritos no Cadastro Único. Os dados detalham um valor de R$ 38,1 bilhões em recursos do Governo Federal.

Os dados do auxílio serão atualizados mensalmente no Portal da Transparência (CLIQUE AQUI e veja).

Denúncias contra fraudes

O cidadão terá a oportunidade de enviar denúncias sobre fraudes nos pagamentos do auxílio. No detalhamento de cada beneficiário está disponível um link que encaminha para uma denúncia que vai direto para o Ministério da Cidadania.

Respiradores fabricados no Brasil custarão 85% a menos do que o importado

O respirador é a peça chave no tratamento da Covid-19, e seu alto custo dificulta o acesso pelos hospitais públicos. Atualmente, respiradores chegam a ser comercializados por até R$ 153 mil, sendo que este equipamento é considerado “o coração” dos leitos de terapia intensiva.

O vírus penetra as vias respiratórias superiores, se aloja em uma célula de mucosa e, a partir disso, ele consegue se multiplicar e infectar a pessoa. Os primeiros sintomas, são coriza e dor de garganta, até que ele desce, pela mucosa nasal, passa pela laringe, faringe, traquéia e consegue atingir os pulmões.

Ali, o vírus se espalha pelo órgão e causa uma grande inflamação, dificultando a respiração. O respirador entra como uma maneira de forçar a troca gasosa.

A decisão sobre qual paciente vai ter acesso aos respiradores, ou “ventiladores”, é uma questão bioética que os médicos vêm enfrentando diariamente, uma vez que não há equipamento disponível para todos.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil conta com 68 mil respiradores para toda população. O desafio da indústria é conseguir produzir aparelhos a baixo custo, e é exatamente isso que vem fazendo uma empresa de Belo Horizonte, Minas Gerais.

O respirador desenvolvido por uma equipe de quarenta profissionais da TACOM, empresa de engenharia brasileira, pode custar até 85% mais barato do que um importado.

“Durante trinta dias a gente conseguiu sair de uma ideia e conseguiu chegar nesse respirador completo. Ele foi desenhado e focado para as funcionalidades no ambiente de Covid-19. Toda a interface foi trabalhada para que fosse o mais simples de se operacionar possível”, conta Marco Antônio Tonussi, sócio-proprietário da TACOM.

O Brasil possui apenas quatro fábricas de respiradores. Ao perceber esse défice, Marco Antônio colocou como objetivo desenvolver um respirador que chegasse a tempo para salvar vidas nesta pandemia, que já matou mais de 36 mil brasileiros. Os equipamentos desenvolvidos em Minas Gerais vão ser destinados aos estados mais afetados do Brasil.

“Isso mostrou, na realidade, para o país que ele tem capacidade de desenvolver tecnologia nessa área, e de forma bastante rápida”, afirma Marco Antônio.

CNN BRASIL

Coronavírus: Brasil registra 1.382 óbitos e 12.581 casos nas últimas 24h, total de mortes chega a 37.312 e infectados são 685.427

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (7) seu mais recente balanço de casos confirmados e mortes por Covid-19.

São estes os dados em destaque:

1.382 registros de mortes em 24 horas (com o acréscimo, vai a 37.312 o total de óbitos, que era de 35.930 no sábado);

12.581 casos em 24 horas (com o acréscimo, vai a 685.427 o total de casos confirmados, que era de 672.846 no sábado);

O número de pacientes recuperados em 24 horas ainda não foi divulgado.

G1

Pacientes com sangue tipo A podem ter maior risco de complicação por Covid-19

Por que algumas pessoas infectadas com o coronavírus sofrem apenas sintomas moderados, enquanto outras ficam mortalmente doentes?

Geneticistas vêm analisando nosso DNA em busca de pistas. Agora, um estudo de cientistas europeus é o primeiro a documentar uma forte ligação estatística entre variantes genéticas e a Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

Variações entre dois pontos do genoma humano estão associadas a um maior risco de falência respiratória em pacientes com Covid-19, segundo os pesquisadores. Um desses pontos inclui o gene que determina os tipos sanguíneos.

Ter sangue tipo A estava ligado a uma probabilidade 50% maior de um paciente precisar receber oxigênio ou entrar em ventilação mecânica, de acordo com o novo estudo.

O estudo também foi marcante sobre os genes que não apareciam. O coronavírus se liga a uma proteína chamada ACE2 na superfície das células humanas para poder penetrá-las, por exemplo. Mas variantes genéticas da ACE2 não pareciam fazer diferença no risco de Covid-19 grave.

As conclusões sugerem que fatores relativamente inexplorados podem ter um grande papel no desenvolvimento da Covid-19 fatal. “Há novas crianças no quarteirão agora”, disse Andre Franke, geneticista molecular na Universidade de Kiel, na Alemanha, e coautor do novo estudo, que está sendo analisado por seus pares.

Cientistas já determinaram que fatores como a idade e doenças subjacentes colocam as pessoas sob um risco maior de desenvolver um caso severo de Covid-19. Mas os geneticistas esperam que um teste de DNA possa identificar pacientes que precisarão de tratamento agressivo.

Descobrir o motivo por que certos genes podem aumentar as chances de uma doença grave também poderá levar a novos alvos para os criadores de medicamentos.

Quando a pandemia ganhava impulso, em fevereiro, Franke e seus colegas iniciaram uma colaboração com médicos da Espanha e da Itália que lutavam com a onda crescente de Covid-19.

Os médicos tiraram amostras de sangue de 1.610 pacientes que precisaram receber oxigênio ou se submeter ao respirador artificial. Franke e seus colegas extraíram o DNA das amostras e o analisaram por meio de uma técnica rápida chamada genotipia.

Os pesquisadores não sequenciaram os 3 bilhões de letras genéticas do genoma de cada paciente, apenas 9 milhões de letras. Então eles realizaram a mesma pesquisa genética em 2.205 doadores de sangue sem evidência de Covid-19.

Os cientistas procuraram pontos no genoma, chamados “loci”, onde um número incomumente alto de pacientes gravemente doentes compartilhavam as mesmas variantes, comparados com os que não estavam doentes.

Dois loci apareceram. Em um desses lócus está o gene que determina nosso tipo sanguíneo. Esse gene dirige a produção de uma proteína que coloca moléculas na superfície das células sanguíneas.

Não é a primeira vez que sangue tipo A aparece como um possível risco. Cientistas chineses que examinaram tipos sanguíneos de pacientes também descobriram que os do tipo A tinham maior probabilidade de desenvolver um caso grave de Covid-19.

Ninguém sabe por quê. Enquanto o doutor Franke ficou aliviado com o apoio do estudo chinês, ele só pôde especular como os tipos sanguíneos podem afetar a doença. “Isso está me assombrando, honestamente”, disse ele.

Ele também comentou que o lócus onde o gene do tipo sanguíneo se situa também contém um trecho de DNA que atua como chave liga-desliga de um gene que produz uma proteína que provoca fortes reações imunológicas.

O coronavírus desencadeia uma reação exagerada do sistema imune em algumas pessoas, levando à inflamação maciça e danos aos pulmões —a chamada tempestade de citoquina. É teoricamente possível que variações genéticas influenciem essa reação.

Um segundo lócus, no Cromossomo 3, mostra uma ligação ainda mais forte com a Covid-19, segundo Franke e colegas. Mas esse ponto abriga seis genes, e ainda não é possível dizer qual deles influencia o avanço da Covid-19.

Um desses genes candidatos codifica uma proteína conhecida por interagir com o ACE2, o receptor celular necessário para o coronavírus entrar nas células hospedeiras. Mas outro gene próximo codifica uma poderosa molécula que sinaliza imunidade.

É possível que esse gene imune também provoque uma reação exagerada que leva à falência respiratória.
Franke e seus colegas fazem parte de uma iniciativa internacional chamada Iniciativa Genética Anfitriã da Covid-19.

Mil pesquisadores em 46 países estão coletando amostras de DNA de pessoas com a doença e começam a publicar dados no site da iniciativa.

Andrea Ganna, epidemiologista genético na Universidade de Helsinque (Finlândia), disse que os dados coletados pela iniciativa começam a indicar um ponto isolado no Cromossomo 3 como um ator potencialmente importante.

Não é comum que variantes genéticas surjam de estudos com tão poucas pessoas, disse Jonathan Sebat, geneticista na Universidade da Califórnia em San Diego, que não participou do novo estudo.

“Todos esperávamos com otimismo que esta fosse uma das situações”, disse Sebat.

Tentativas anteriores de encontrar loci genéticos que variassem significativamente entre pessoas doentes e saudáveis falharam. Sebat especulou que o novo estudo teve êxito porque os pesquisadores se concentraram em pessoas que tinham falência respiratória e eram vulneráveis a formas graves de Covid-19.

Novos estudos, como o que Sebat dirige na Califórnia, permitirão que cientistas vejam se os loci são realmente tão importantes quanto parecem.

FOLHAPRESS

Presidente da Caixa: auxílio é maior pagamento da história do país

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, fala ao programa Impressões, da TV Brasil

© TV Brasil

Pedro Guimarães falou ao programa Impressões, da TV Brasil

Por TV Brasil – Brasília

Trabalhadores vulneráveis, como autônomos, informais e microempreendedores, se viram em alerta diante da paralisia comercial para o combate à propagação da covid-19. A suspensão forçada das atividades comerciais para conter a pandemia fez o dinheiro parar de entrar na conta desses trabalhadores que agora estão no vermelho e com o sustento ameaçado. O sinal de alívio chegou com o anúncio do auxílio emergencial de R$ 600 oferecido pelo governo federal.

O agente escolhido para o repasse foi a Caixa Econômica Federal, que já fez o pagamento da primeira e segunda parcelas do benefício a quase 60 milhões de pessoas. Quem analisa as informações sobre quem tem ou não direito ao benefício é a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev). Milhares ainda aguardam análise do cadastro.

Ao programa Impressões, da TV Brasil, que vai ao ar hoje (7) às 22h30, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, contou os desafios de disponibilizar recursos a milhões de brasileiros em poucos dias.

‘Este foi o maior pagamento da história do Brasil, da América Latina, do Hemisfério Sul, não só no volume, como na velocidade. O que foi mais impactante: a lei foi promulgada no dia 2 de abril. Nós lançamos o aplicativo do auxílio emergencial no dia 7 de abril, cinco dias depois. No dia 9 de abril, nós já fizemos o pagamento para 2,5 milhões de pessoas”, contou.

Guimarães destacou que a análise dos dados incluídos no aplicativo não depende da Caixa, mas de um cruzamento de informações contidas na Dataprev.

O presidente reconhece que, pelo desconhecimento da população, a disponibilização do benefício acabou gerando dúvidas e filas. “Nós tivemos, há um mês e meio, filas e aglomerações durante dois dias. A Caixa lançou um aplicativo e, no primeiro dia, 42 milhões de brasileiros se inscreveram. Enviamos para o Dataprev e quando eles voltaram com quem poderia ser elegível, pagamos a 8 milhões de pessoas em um dia, a 7,5 milhões no outro e, quando começamos a pagar, muitas pessoas tinham dúvidas. Então, não iam só 8 milhões [de pessoas] que tinham direito. Ia todo mundo”, contou.

Com instituição tradicionalmente utilizada pelo governo para o pagamento de benefícios e auxílios emergenciais, a Caixa mantém um padrão de funcionamento: “O normal seria ter de um a dois meses para organizar esse banco de dados e pagar por mês de nascimento. Mas, como tinha urgência, o que aconteceu? Recebemos a base de dados, já analisada pela Dataprev, e começamos a pagar. Como começamos a pagar, aconteceram as aglomerações. Então, na segunda parcela, já não teve nenhuma aglomeração”, disse.

Guimarães lembra que durante o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no ano passado, foram repassados os valores para 60 milhões de pessoas, sem filas. Mas, segundo ele, a instituição teve dois meses para se preparar.

“O que nós pagamos durante seis meses, agora nós pagamos em duas semanas. O que teve dois meses para se organizar, desta vez teve cinco dias. Essa foi a dificuldade. Mas tivemos uma tecnologia com uma melhora muito grande. Hoje, já conseguimos que as pessoas façam compras em mais de mil sites na internet, que paguem contas de água, luz, gás, telefone e boletos e, desde a semana passada, que façam compras utilizando o celular como se fosse um cartão”, afirmou.

Na conversa com a jornalista Katiuscia Neri, o presidente da Caixa afirmou que hoje menor número de pessoas usa as agências. De acordo com dados da instituição, dois terços das pessoas que sacam o dinheiro fazem eletronicamente.

Segundo ele, o pagamento da terceira parcela vai seguir o mesmo critério da segunda. “Faremos o depósito muito rápido. As pessoas terão nas suas contas digitais o dinheiro para pagar contas, comprar na internet ou realizar compras em supermercados, farmácias e poderão sacar um pouco depois”, afirmou.

Segundo ele, o esforço para evitar aglomeração tem um foco preciso no público do Bolsa Família. “Há quase 15 anos recebe sempre na mesma data. Essa data nunca foi alterada e sempre em dinheiro. É um público que, normalmente, tem pouca informação. São 19 milhões de pessoas que sempre receberam nos dez últimos dias úteis”, acrescentou.

Manifestações pró e contra governo são registradas neste domingo

Demonstration against Brazilian President Jair Bolsonaro, in Brasilia

© Reuters/Adriano Machado/Direitos Reservados

Grupos saíram às ruas em várias cidades do país

Em Brasília, as manifestações foram realizadas hoje (7) na Esplanada dos Ministérios, que se dividiu em duas nesta manhã. A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) se posicionou no gramado central e manteve manifestantes contra o governo do lado esquerdo, onde fica o Ministério da Justiça, e grupos a favor do presidente Jair Bolsonaro no lado direito, onde fica o Itamaraty.

O ato contrário ao governo do presidente Jair Bolsonaro reuniu mais pessoas. Ao longo da última semana, em diferentes ocasiões, o presidente pediu a seus apoiadores que não saíssem às ruas hoje para evitar cofrontos com grupos contrários.

Na Esplanada dos Ministério, pouco depois das 9h, um grande grupo caminhou até o Ministério da Justiça, onde havia uma barreira policial impedindo o avanço além daquele ponto. A manifestação unificou pautas como o combate ao racismo, ao fascismo e contrários ao governo federal. Os manifestantes usavam máscaras, item de uso obrigatório no Distrito Federal, em virtude da epidemia de covid-19.

Esse grupo ficou na Esplanada por pouco tempo. Às 11h, ele já caminhava de volta, se afastando do Congresso Nacional em direção à Biblioteca Nacional, onde começou a dispersão. O protesto foi pacífico.

Do lado favorável ao governo, o público saiu às ruas vestido de verde e amarelo. Os manifestantes tiveram acesso à Praça dos Três Poderes, local que tem concentrado apoiadores do presidente aos domingos.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, esteve presente na Esplanada, acompanhando a movimentação e cumprimentando policiais que faziam a segurança da área.

A Polícia Militar informou que não houve registro de ocorrência durante a manifestação e ninguém foi detido. Além disso, a PMDF informou que não faz estimativa de público.

Rio de Janeiro

Na parte da manhã, um grupo de manifestantes a favor do presidente Jair Bolsonaro fez uma caminhada na Praia de Copacabana, na zona sul do Rio.  Os manifestantes, muitos vestidos com as cores da bandeira do Brasil, percorreram um trecho do calçadão no final da manhã e carregaram uma faixa intitulada Marcha da Família pró Bolsonaro com Deus, que defendia também “intervenção popular com o Executivo”.

Um grupo de manifestantes contrários a Bolsonaro também esteve no calçadão, com uma faixa contra integrantes do governo e outra relembrando a vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018.

Manifestantes contrários ao governo ltambém participaram da segunda marcha Vidas Negras Importam, que foi realizada na tarde de hoje no centro do Rio. O protesto percorreu a Avenida Presidente Vargas e teve como principais bandeiras o combate ao racismo e à violência policial, relembrando pessoas negras que morreram no contexto de ações policiais, como o adolescente João Pedro, assassinado em casa no dia 17 de maio, em São Gonçalo, e a menina Agatha Félix, baleada e morta em setembro do ano passado, no Complexo do Alemão.

São Paulo

Os manifestantes contra o governo se reuniram no Largo da Batata, zona oeste paulistana, no ato Mais Democracia – antifascista e antirracista. Lideres do movimento discursaram em um carro de som. Os participantes gritaram palavras de ordem contra o racismo, contra o fascismo e contra o presidente Jair Bolsonaro. A Avenida Faria Lima chegou a ter um dos lados da via interrompidos para o fluxo de carros.

O ato havia sido inicialmente convocado para acontecer na Avenida Paulista. Porém, uma decisão determinou que protestos antagônicos não deveriam acontecer no mesmo local. Na semana passada, houve confusão entre participantes de manifestações pró e contra o governo. A Polícia Militar interveio, lançando bombas de gás contra os manifestantes.

Leia mais

Mais de 150 serviços públicos são digitalizados durante pandemia

Notebook

Governo estima economia de R$ 2,2 bi por ano com tecnologia

Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Pressionado a reduzir aglomerações durante a pandemia de coronavírus, o governo federal digitalizou 156 serviços públicos nos últimos três meses. Um total de 58 serviços em março, 45 em abril e 53 em maio passaram a ser oferecidos sem a necessidade de que o cidadão saia de casa.

O esforço elevou para 729 o número de serviços públicos digitalizados desde janeiro de 2019. Segundo a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que coordena o processo, a digitalização resulta em economia de R$ 2,2 bilhões por ano com a redução de custos e com o aumento de eficiência dos servidores públicos.

Segundo a Estratégia de Governo Digital, documento publicado em abril, o governo federal pretende alcançar os 100% de digitalização até o fim de 2022 e economizar R$ 38 bilhões em cinco anos, de 2020 a 2025. De acordo com a secretaria, a economia decorre da eliminação do papel, da redução da burocracia, da redução de erros e de fraudes e da menor necessidade de locação de estruturas, de manutenção de logística e de contratação de pessoal para atendimento presencial.

A digitalização de alguns serviços está diretamente relacionada ao enfrentamento à covid-19. O governo transformou em digitais 46 serviços da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), muitos dos quais considerados prioritários no combate à pandemia. Com 107,2 milhões de pedidos cadastrados e 101,9 milhões de pedidos processados até a ultima sexta-feira (5), o cadastro para o auxílio emergencial representa outro exemplo de digitalização, com o processo feito inteiramente pelo celular ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Otimização

Em relação aos servidores públicos, o Ministério da Economia considera a digitalização bem-sucedida por deslocar funcionários de tarefas operacionais para atividades especializadas, otimizando o trabalho. No caso do seguro-desemprego do trabalhador doméstico, digitalizado durante a pandemia, o serviço exigia 7,3 mil trabalhadores. Com o atendimento virtual, apenas 630 profissionais passaram a ser necessários, o equivalente a 8,5% do total anterior.

De acordo com a Secretaria de Governo Digital, a economia anual com o seguro-desemprego para domésticos chegará a R$ 357,9 milhões. Atualmente, o serviço é demandado por 280 mil trabalhadores por ano.

Edição: Valéria Aguiar

Nota de Alerta do CREMERN sobre automedicação

Visualização da imagem

O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO RIO GRANDE DO NORTE (CREMERN), no uso de suas atribuições legais de regulamentar e fiscalizar a prática médica, alerta a população sobre os riscos da automedicação, do sensacionalismo e da autopromoção nesse momento delicado de pandemia.

Entende-se como automedicação o uso de medicamentos por iniciativa própria ou através da aquisição de receitas distribuídas de forma indiscriminada sem que o ato médico tenha sido concretizado. É uma atitude desaconselhável que resulta em riscos para a saúde.

É esperado que o momento de pandemia produza insegurança em toda a população. No entanto, devemos preservar os princípios básicos do cuidado com a saúde, inicialmente através das medidas preventivas e caso apresente sintomas, procurar assistência médica para um correto diagnóstico e tratamento.

Repudiamos toda e qualquer postura sensacionalista que vise a autopromoção e que interfira no que há de mais importante no processo do tratar que é a relação médico/paciente e o ato médico que a envolve. O CREMERN está atento e adotará as medidas cabíveis.

Plano de Contingência prevê abertura de mais de 140 leitos nos próximos 15 dias

Visualização da imagem

O Plano de Contingência do Governo do Estado do Rio Grande do Norte para a abertura progressiva de leitos Covid-19 prevê a abertura de mais 145 leitos nos próximos 15 dias. São 83 UTIs, 60 leitos clínicos e 2 leitos de estabilização. Os 40 novos respiradores recebidos esta semana estão incluídos na instalação destes leitos. A administração estadual já abriu 309 leitos Covid, sendo 182 críticos, alguns em parceria com gestões municipais, e 127 clínicos.

Visualização da imagem

Com base na demanda do quadro epidemiológico, estão em fase de instalação leitos no Hospital João Machado em Natal (25 UTIs e 10 clínicos), Hospital São Luiz em Mossoró (10 UTIs), Assú (3 leitos clínicos e 2 de estabilização), Hospital Regional do Seridó em Caicó (8 UTIs), Hospital Regional de Pau dos Ferros (2 UTIs e 16 leitos clínicos), Santo Antônio (5 UTIs e 6 leitos de retaguarda), João Câmara (10 UTIs e 10 leitos clínicos), Macaíba (10 UTIs e 5 leitos clínicos), São Paulo Potengi (6 UTIs e 10 leitos clínicos) e, em parceria com os municípios, Santa Cruz (mais um leito com respirador, já tem 4) e São Gonçalo do Amarante (6 UTIs).

O secretário adjunto de saúde, Petrônio Spinelli, ressaltou, entretanto, que os novos leitos só serão eficazes se o isolamento aumentar. “Há uma relação direta entre o baixo isolamento e o aumento da contaminação, das internações e de óbitos”, enfatizou na entrevista coletiva de apresentação dos dados epidemiológicos e ações do Governo no enfrentamento à Covid neste sábado, 06.

A taxa de isolamento social vem há mais de duas semanas com índice médio em torno de 40% e nesta sexta-feira foi de 39,35%, quando o mínimo necessário recomendado pela Organização Mundial da Saúde é de 60%.

O Governo tem intensificado parcerias com as prefeituras para aumentar o isolamento social, conclamando união para o Pacto pela Vida, e viabilizar estratégias para abertura de novos leitos. “Nas cidades em que firmaram o Pacto com o Estado, o que já se percebe é um maior cumprimento do isolamento”, frisou Spinelli.

DADOS

Cerca de 655 pessoas estão internadas com suspeita ou confirmação da doença, sendo 338 em leitos críticos – setor público e privado. “Hoje estamos muito próximo do colapso, que se dá com a ausência de leitos com respiradores e UTIs para atender a demanda”, registrou Spinelli. A fila de regulação, apresentava na manhã deste sábado, quatro pacientes com prioridade 1, 46 prioridade 2 e 76 pacientes com prioridade 3. Estes números mostram que há 46 pessoas aguardando internação em UTIs e semi-utis e 76 em enfermarias exclusivas para tratamento da Covid-19.

A taxa de ocupação de leitos críticos em Mossoró e Pau dos Ferros é de 100%, Natal e Grande Natal 99% e 59,1% no Seridó.

Os casos suspeitos são 18.841, confirmados 9.449, descartados 16.733, óbitos confirmados 410 (oito nas últimas 24 horas) e 63 óbitos em investigação.

FOTOS: SANDRO MENEZES

REGIÃO SALINEIRA RECEBE REFORÇO DA ALRN NO COMBATE AO CORONAVÍRUS

João Neto Rebouças, 27 anos, é enfermeiro há três e hoje deu uma pausa na sua dura rotina à frente da coordenadoria de enfermagem do Hospital Sara Kubitschek, em Areia Branca, região salineira do Rio Grande do Norte, para acompanhar o recebimento dos milhares de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), doados pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte e que vai beneficiar os profissionais da Saúde e agentes de Segurança Pública.

“Estou extremamente emocionado ao ver a chegada desse material. Para nós profissionais de saúde esses produtos representam a garantia de que continuaremos prestando serviço de qualidade à população, só que de forma segura e cuidando da nossa proteção”, comenta João.

O presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), destacou que todos esses equipamentos são para auxiliar os profissionais da Saúde e Segurança que passam por um momento em que mais do que nunca estão sendo cobrados pela sociedade. “Neste momento, precisamos apoiá-los no combate da pandemia do coronavírus, por isso estamos ampliando a malha protetora desses trabalhadores”, destaca Ezequiel.

A Assembleia Legislativa doou ao município 10 mil litros de álcool 70% e 2.000 máscaras cirúrgicas, que serão utilizadas pelos profissionais de saúde das Unidades Básicas, do Hospital Sara Kubitschek e pelos agentes de segurança pública de Areia Branca. “Recebemos com muita alegria esse presente que a Assembleia Legislativa nos traz. Essa é hora de união dos poderes Legislativo, Executivo e da população em geral, nessa luta contra esse vírus”, comemorou a prefeita Iraneide Rebouças (PSD).

De acordo com a gerente do Almoxarifado Central da Prefeitura de Areia Branca, Maria Vanusa da Silva, o estoque do município já estava zerado de máscaras cirúrgicas e álcool. “Chega a nos dar um alívio ver essa quantidade de material chegar. O nosso estoque já estava zerado e a vida dos nossos profissionais já estava em risco. Tentamos comprar, mas estávamos com dificuldade de achar fornecedor, em virtude da grande demanda no Brasil inteiro”, disse.

De acordo com o último boletim, divulgado nesta sexta-feira (5), da Secretaria de Saúde de Areia Branca, o município tem 319 casos confirmados de Covid-19 e 23 óbitos.

O município de Areia Branca é uma cidade portuária e tem fluxo intenso de pessoas que se deslocam de várias regiões do País. Por isso a importância do controle da pandemia.

O material para prevenção à Covid-19, tanto as máscaras quanto o álcool líquido 70%, deve manter a rede abastecida nos próximos dois meses, período considerado mais crítico pelas autoridades sanitárias e de saúde no Rio Grande do Norte.

POPULAÇÃO DA REGIÃO CENTRAL É BENEFICIADA COM DOAÇÃO DA AL NO COMBATE À COVID-19

O aumento considerável de casos de Covid-19 no município de Angicos, localizado na Região Central Cabugi, chamou atenção dos deputados estaduais e por isso, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) entregou nesta sexta-feira (5), Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para beneficiar os profissionais da Saúde e Segurança Pública.

“Esses equipamentos de proteção são os utilizados para que os profissionais da Saúde e Segurança não se contaminem, uma vez que estão na linha de frente dessa luta e precisam estar bem protegidos para não serem infectados pelos vírus do Coronavírus”, destacou o presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira (PSDB).

Esses profissionais que trabalham nas Unidades Básicas de Saúde, no Hospital Municipal de Angicos, além dos agentes de segurança pública foram beneficiados com 5 mil litros álcool 70% e 1.500 máscaras cirúrgicas. “Essa doação representa muito para nós profissionais, porque é mais uma garantia que poderemos fazer o nosso trabalho com segurança e cuidado com os pacientes e também conosco”, celebrou a enfermeira Isabel Assunção.

De acordo com o prefeito do município, Deusdete Gomes (PSDB), a doação dos EPI´s, vem somar com o que a administração municipal vem realizando e tem um significado ainda maior por ser direcionada para os profissionais da Saúde e Segurança. “A doação já é importante e se torna ainda maior por ser direcionada para a proteção dos profissionais de saúde e agentes de segurança que estão na linha de frente do combate ao coronavírus, garantindo a permanência nas atividades que a população mais precisa, diminuindo os números da Covid-19 no RN”, agradeceu.

A secretária municipal de saúde, Genilza Pereira, destacou a importância da doação em um dos momentos mais difíceis do município. “Esse é um momento de muita dificuldade para os municípios e receber esse presente da Assembleia nos dá mais força para continuar a luta no combate a Covid-19 e por uma saúde pública de qualidade”, frisou.

Bastante emocionada, Nataly Felipe, membro do Comitê de Combate a Covid-19 no município, agradeceu a doação da Assembleia para o município. “São ações como essa que fazem a diferença. Todos os nossos cidadãos agradecem o gesto que, nesse momento, significa vida”, ressaltou.

De acordo com o último boletim, divulgado nesta sexta-feira (5), da Secretaria Municipal de Saúde de Angicos, o município tem 99 casos notificados, 8 casos confirmados de Covid-19 e 1 óbito em investigação.

A região Central Cabugi é conhecida por sua localização geográfica como “coração do Rio Grande do Norte” e tem fluxo intenso de pessoas que se deslocam para regiões vizinhas e desempenham atividades em Natal e Mossoró. Por isso a importância do controle da pandemia.

Polícia Federal faz operações contra pornografia infantil no CE e RN

www, internet,código binário

© Marcello Casal JrAgência Brasil

Objetivo é apreender arquivos e sua divulgação pela internet

Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

No Dia Mundial das Crianças Vítimas de Agressão, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU ) em 1982, para relembrar todas as vítimas infantis de afogamento, envenenamento, espancamento, queimadura, trabalho infantil e abuso sexual, a Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (4) duas operações para apreender arquivos com pornografia infantil e sua divulgação pela internet.

A Operação Arquivo Proibido, no Ceará, conta com 22 policiais federais e a Operação Storage, no Rio Grande do Norte, com 35. Na região metropolitana de Fortaleza foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e recolhidos celulares, HDs e cartões de memória. Já no RN, estão sendo cumpridos sete mandados também para apreender material que comprove o cometimento dos crimes.

As investigações continuam, em ambos os estados, e podem resultar em novas diligências, após as análises do material pela perícia da PF. Os investigados responderão, de acordo com suas participações, pelos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei nº 8.069/90.

Bolsonaro confirma mais duas parcelas do auxílio emergencial

Live semanal Bolsonaro

Valor será menor do que os atuais R$ 600

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (4) que foi acertado o pagamento de mais duas parcelas do auxílio emergencial, mas com valor inferior aos atuais R$ 600. A informação foi dada pelo presidente durante sua live semanal, transmitida pelas redes sociais.

“Vai ter, também acertado com o [ministro da Economia] Paulo Guedes, a quarta e a quinta parcela do auxílio emergencial. Vai ser menor do que os R$ 600, para ir partindo exatamete para um fim, porque cada vez que nós pagamos esse auxílio emergencial, dá quase R$ 40 bilhões. É mais do que os 13 meses do Bolsa Família. O Estado não aguenta. O Estado não, o contribuinte brasileiro não aguenta. Então, vai deixar de existir. A gente espera que o comércio volte a funcionar, os informais voltem a trabalhar, bem como outros também que perderam emprego”, disse.

O auxílio emergencial foi aprovado pelo Congresso Nacional em abril e prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600 para trabalhadores informais, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda. Mais de 59 milhões tiveram o benefício aprovado. O novo valor ainda não foi anunciado pelo governo.

O presidente também antecipou um possível aumento no valor do benefício do Bolsa Família, pago a cerca de 14 milhões de famílias em situação de pobreza e pobreza extrema. O valor do eventual aumento ainda será anunciado, garantiu o presidente, sem especificar uma data.

“Acho que o pessoal do Bolsa Família vai ter uma boa surpresa, não vai demorar. São pessoas que necessitam desse auxílio, que parece que está um pouquinho baixo. Então, se Deus quiser, a gente vai ter uma novidade no tocante a isso aí”, afirmou.

Liberação de praia

Durante a live, o presidente defendeu a liberação de acesso às praias, que está proibida na maioria das capitais litorâneas do Brasil, e que a Advocacia-Geral da União (AGU) vai emitir um parecer favorável sobre o assunto.

“O governo federal vai opinar favoravelmente para aquela pessoa ir à praia, agora o juiz de cada cidade, que vai recepcionar esses mandados de segurança, é que vai decidir se o João pode ir para a praia ou não. Eu não vejo nada demais ir para a praia, praia é saúde”, afirmou.

O fechamento das praias faz parte das estratégias dos governos estaduais e prefeituras para evitar aglomerações. O isolamento social é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e por especialistas como a principal forma de evitar disseminação em massa do novo coronavírus.

Repatriação

O presidente Jair Bolsonaro ainda afirmou que 23 mil brasileiros foram repatriados ao país desde o início da pandemia. São pessoas que ficaram retidas no exterior com o fechamento das fronteiras por centenas de países e estavam recebendo apoio logístico e diplomático do governo para retornarem.

O governo ainda deve investir mais R$ 10 milhões para a repatriação de mais 3 mil pessoas que seguem sem conseguir voltar ao Brasil.

Governo do RN publica novo decreto, aumenta restrições e impede fogos e fogueiras

O Governo do RN publicou novo decreto com medidas rígidas de isolamento social em todo o Rio Grande do Norte, com ampliação do isolamento social que já estava em vigor.

 Art. 9º  O Estado do Rio Grande do Norte disponibilizará aos municípios as forças de segurança para dar o apoio complementar necessário à implementação das seguintes medidas de isolamento social mais restritivas:

I – vedação de circulação de pessoas em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas, ressalvados os casos de extrema necessidade;

II – abordagem e controle de circulação de veículos particulares;

III – controle da entrada e saída de pessoas e veículos no município;

IV – fechamento das orlas urbanas.

Art. 10.  Fica proibida a realização de quaisquer atos que configurem festejos juninos no Estado do Rio Grande do Norte, incluindo o acendimento de fogueiras e fogos de artifício, de modo a diminuir as ocorrências de queimaduras e de síndromes respiratórias nos serviços de saúde públicos e privados.

Art. 11.  Fica recomendada aos municípios a antecipação, para até o dia 16 de junho de 2020, dos respectivos feriados locais.

Veja aqui a íntegra do decreto

RN:Reservas hídricas estaduais ultrapassam os 55% da sua capacidade total; veja reservatórios

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, atualizado nesta quinta-feira (04), indica que as barragens monitoradas pelo instituto continuam a receber aporte hídrico e as reservas estaduais já são de 2.425.608.441 m³, que correspondem a 55,42% do total que o estado consegue acumular, que é de 4.376.444.842 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos acumula, nesta quinta-feira, 1.519.088.450 m³, que correspondem a 64,01% do seu volume máximo. No início de junho de 2019, o manancial represava 831.752.000 m³, percentualmente, 34,66% da sua capacidade.

Segundo maior reservatório do RN, Santa Cruz do Apodi acumula 215.781.590 m³, percentualmente 35,98% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³. No dia 04 de junho de 2019, o manancial represava 152.384.761 m³, que correspondiam a 25,41% do seu volume total.

Localizada em Upanema, a barragem Umari acumula 256.914.034 m³ e já chega a 87,74% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório represava 120.328.062 m³, percentualmente, 41,09% da sua capacidade total.

A barragem de Pau dos Ferros também continua a receber aporte hídrico e já represa 21.169.454 m³, que correspondem a 38,6% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período de 2019, o reservatório acumulava apenas 672.215 m³, percentualmente, 1,23% da do seu volume máximo.

Localizada em Acari, a barragem Marechal Dutra, também conhecida como Gargalheiras, também continua recebendo águas, o reservatório acumula 15.355.157 m³, correspondentes a 34,57% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. No mesmo período do ano passado o manancial estava com apenas 268.352 m³, percentualmente, 0,60% do seu volume total.

O açude Itans, localizado em Caicó, acumula 11.301.008 m³, percentualmente, 14,9% da sua capacidade total, que é de 75.839.349 m³. No início de junho do ano passado o reservatório estava com apenas 1.409.000 m³, que correspondiam a 1,72% da sua capacidade. No início deste ano o Itans chegou a secar, permanecendo neste estado até o dia 27 de fevereiro.

Localizado em Santa Cruz, o açude Santa Cruz do Trairi acumula atualmente 2.376.241 m³, correspondentes a 46,06% da sua capacidade total, que é de 5.158.750 m³. O reservatório estava completamente seco até janeiro deste ano. Este também é o maior volume reservado pelo manancial desde agosto de 2012.

O reservatório de Pilões acumula 3.073.025 m³, correspondentes a 52,07% da sua capacidade total que é de 5.901.875 m³. Este é o maior volume de águas acumulado pelo açude desde 2010. No mesmo período de junho do ano passado ele acumulava apenas 76.175 m³, percentualmente, 1,29% do seu volume total.

O açude Malhada Vermelha, localizado em Severiano Melo, acumula 2.555.847 m³, percentualmente, 33,91% da sua capacidade total que é de 7.537.478 m³. No início de junho do ano passado, o reservatório estava com 1.279.472 m³, correspondentes a 16,97% do seu volume total.

O açude Sabugi, também conhecido como Gangorra, acumula 35.511.811 m³, que correspondem a 57,44% da sua capacidade total que é de 61.828.970 m³. No mesmo período de junho de 2019, o manancial estava com 32.590.246 m³, percentualmente, 49,88% do seu volume total.

Os reservatórios que permanecem com 100% da sua capacidade são: Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; Apanha Peixe, em Caraúbas; Mendubim, em Assu; Beldroega, localizado em Paraú e Dourado, em Currais Novos.

Os Reservatórios que já sangraram nesta quadra invernosa do interior e continuam com níveis acima dos 90% das suas capacidades, são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 99,33%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 98,32%; Santo Antônio de Caraúbas, com 98,5%; Morcego, em Campo Grande, com 99,37%; Encanto, localizado no município de Encanto, com 99,34%; e Pataxó, localizado em Ipanguaçu, com 99,39%.

Outros açudes já acumulam mais de 70% das suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, localizado no município de Marcelino Vieira, com 71,64% e Rodeador, em Umarizal, com 83,33% do seu volume máximo.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. São eles: Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico, com 0,88% do seu volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, com 2,98% da sua capacidade. Percentualmente o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Já os mananciais completamente secos também são 2, Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará. Em termos percentuais o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 44.220.850 m³, correspondentes a 52,48% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, também está com o seu volume máximo que é de 11.074.800 m³.